A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

07/11/2016 16:00

Trio é preso suspeito de roubos e de planejar assalto a dono de garagem

Luana Rodrigues
Adilson Teixeira Alecrim, 40 anos, Jamil Ferreira Abranches, 34 anos, continuam presos; terceiro foi ouvido e liberado. (Foto: Adriano Fernandes)Adilson Teixeira Alecrim, 40 anos, Jamil Ferreira Abranches, 34 anos, continuam presos; terceiro foi ouvido e liberado. (Foto: Adriano Fernandes)
Revólver calibre 38 apreendido com suspeitos. (Foto: Adriano Fernandes)Revólver calibre 38 apreendido com suspeitos. (Foto: Adriano Fernandes)

A Derf (Delegacia Especializada na Investigação de Roubos e Furtos) apresentou na tarde desta segunda-feira (7) dois suspeitos de praticarem diversos roubos e de planejarem um sequestro relâmpago em Campo Grande. Um terceiro homem foi preso juntamente com a dupla, mas acabou ouvido e liberado.

Adilson Teixeira Alecrim, 40 anos, Jamil Ferreira Abranches, 34 anos, e Antonio Cesar Barros Delmondes, 28 anos, foram presos em flagrante na última sexta-feira (07). Segundo a polícia, eles planejavam assaltar e sequestrar um empresário, dono de uma garagem de carros na Capital, mas foram interrompidos pela ação policial.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Reginaldo Salomão, a polícia decidiu agir antes do crime ser executado pelos bandidos, para não colocar a vida da vítima em risco.

Com o trio, a polícia encontrou um revólver calibre 38, 1,38 quilo de maconha, além de luvas, fitas e outros objetos suspeitos. Os materiais estavam em uma camionete Fiat Estrada Branca, com placas da Bahia, quer eram clonadas. A polícia suspeita que tanto materiais, quanto o carro, seriam usados nos crimes.

Considerando as características do suspeitos e do carro apreendido com eles, a polícia acredita que os três tenham praticado, pelo menos, outros cinco roubos na região Sul de Campo Grande. O trio nega todas as acusações.

Eles vão responder por porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e associação criminosa. Jamil e Adilson já tinha passagens pela polícia, inclusive por homicídio, por isso continuam presos. Já Antonio não tinha antecedentes criminais, portanto foi ouvido e liberado, mesmo assim responde pelos crimes.

 

Ação na rodoviária da Capital fará testes de pressão arterial e diabetes
Acontece nesta quarta-feira (22) uma ação em que serão realizados testes gratuitos de pressão arterial e diabetes, além de cálculo de massa corporal,...
Empresa de saneamento faz cadastro de trabalhadores na comunidade Tia Eva
Foi realizado na tarde de segunda-feira (20) pela Águas Guariroba um cadastro de currículos de moradores da comunidade Tia Eva, localizada na região ...
Inscrições para concurso da UFMS com 83 vagas ficam abertas até dezembro
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions