A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/06/2011 07:46

Uso do cartão de passe poderá ser obrigatório no transporte coletivo da Capital

Ítalo Milhomem

O transporte coletivo de Campo Grande não aceitará mais dinheiro nos ônibus a partir do dia 26 de agosto, quando é comemorado o aniversário da cidade. A informação foi repassada ontem (15), durante audiência pública realizada na Câmara da Capital, pelo procurador de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul, Aroldo José Lima.

Lima afirma que essa será alternativa para diminuir as funções dos motoristas, que hoje atuam como cobradores, dando troco e guiando o ônibus. A proposta deverá ser apresentada ao prefeito Nelsinho Trad (PMDB).

Segundo o diretor presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Rudel Trindade Junior apenas 27% dos usuários ainda pagam a passagem em dinheiro.

O presidente da União Sul-Mato-Grossense do Sistema Integrado do Transporte Estadual e Rodoviário, Antonio Duarte, disse que de qualquer maneira, a obrigação é do Estado de proporcionar a segurança aos usuários dos transporte coletivo na Capital.

A Polícia Militar iniciou este mês uma operação para inibir a ocorrência de assaltos dentro dos coletivos urbanos com a participação de cerca de 100 policiais.

Ao final das discussões, o presidente da Comissão Permanente de Segurança Pública da Câmara, vereador Alex do PT, disse que um relatório sobre essas propostas será enviado para as autoridades competentes pelo transporte para ser analisada e praticada.



acabando com dinheiro no coletivo certamente ira reduzir boa parte do finacimento
da criminalidade em campo grande porque quando um coletivo é assaltado
todo esse dinheiro vai parar em bocas de fumo para traficantes
comprarem armas e assim fazerem assaltos mas graves como em bancos ,lojas,assasinatos e outros
e assim melhora ate a qualidade do serviço no coletivos .
opiniâo ( já deveria ter acabado faz tempo )
Obrigado !!!!
 
edivaldo ribas em 23/06/2011 05:25:36
já até disseram aqui: antes 10 passageiros se derem mal e serem assaltados do que um motorista,certamente algum motorista ou parente de.O fato é que o povo também não tem culpa se o motorista é assaltado,toda profissão tem o seu risco,e se iludem aqueles que pensam que acabará os assaltos.antes os motoristas deveriam cobrar dos patroões como instalar cameras no veiculos e monitoramento por satelite do veículo,em que quase que em tempo real o onibus que fosse assaltado em questão de minuto,já fosse avisado a policia.isto sim seria um bom investimento.
 
antonio luis em 18/06/2011 06:09:57
em nome dos 27%... esporadicamente ando de "circular", portanto, sem o "bendito" cartão... por conta disso tenho q andar a pé? decisões drásticas ñ resolvem o problema de assaltos... ainda, deve-se melhorar os serviços prestados por essas concessionárias, mais e melhores onibus p/a população, já que cgrde é um dos transportes + caro do BR. QUERO ter o DIREITO, digo, USUFRUIR de ANDAR DE COLETIVO QDO NECESSITAR
 
sandra marly em 16/06/2011 11:35:04
aff, fala serio hein..
não tem nem cabimento tirarem o $ dos onibus, e se uma pessoa de fora vier para Campo Grande e não tiver um passe eletronico? ela vai á pé para o destino?!
cara a responsabilidade com os vistantes da nossa cidade?
e também,como foi muito bem visto por leitores anteriormente, não adianta cobrar taxas mais altas, tirarem os valores e deixar a população em estado precário como esta acontecendo!!
 
Marina Magalhães em 16/06/2011 11:10:20
Num tem como eles obrigarem o uso do passe, e quem usa o transporte coletivo eventualmente? Terá que abastecer só pra usar uma vez..
E quem não mora na cidade, será obrigado a adquirir um cartão?? pra usar uma vez??

É SIMPLESMENTE UM ABSURDO....
 
Karine Souza em 16/06/2011 10:45:45
Decisão muito acertada, pois além de manter a concentração dso motoristas, agiliza as paradas e evita os assaltos.
 
Luciano Carneiro em 16/06/2011 10:07:14
Isso era previsto a muito tempo, desde que resolveram retirar os cobradores dos Ônibus. Vejo isso como uma falta de respeito ao consumidor. Tira o direto de escolha. O que acontece se eu não tiver o cartão?
E se perder o cartão tenho que comprar outro?
Isso tudo é uma maquina de fazer dinheiro...
 
Samuel Cavalcante em 16/06/2011 09:16:46
Isso ai é devido o monopólio que o transporte coletivo ja se faz, e a população nem percebe, alem de minimizar a mão-de-obra no qual cobradores são demitidos por não necessitar da cobrança, como ja ocorre.
Então quer dizer: se eu estou vindo de outra cidade e não tiver um cartão, o motorista recusará o meu dinheiro que é Moeda Nacional, cujo é inconstitucional esta pratica, "recusar Moeda Nacional".
 
Paulo Braz em 16/06/2011 09:15:45
acho que isso é o melhor pra fazer na cidada, asim evita muitos assaltos, outra ja que nao podemos atender o celular ou fazer qualquer coisa que tire minha atenssao do transito. que é muta gravíssima.o motorista nao deve fazer o mesmo, porque ele esta infringindo o a lei de transito.
 
ivan cardoso da cunha em 16/06/2011 08:45:06
Que legal, tirar os dinheiro dos ônibus, e os passageiros? como ficam, como já foi falado em outras noticias quando os ônibus não tinha dinheiro, sobravam para os passageiros dos ônibus, e outro o que adianta colocar cerca de 100 policiais dentro dos ônibus se na mesma semana os assaltantes são soltos e voltam a praticar o mesmo crime, e outra todos esses assaltantes porque assaltaram os ônibus? Pelo que diz os noticiários são por causa das drogas que esta rolando solta pela cidade, CADE OS POLICIAIS NAS BOCAS DE FUMO??? acho que estão mais preocupados em dar segurança as empresas de ônibus do que a própria população, até agora não vi ninguém falar que vão combater as DROGAS, e esses assaltantes porque antes de ser soltos não foram reabilitados para não voltar as DROGAS e para não cometer outros assaltos para sustentar seus vícios, como sempre quem sofre é a população.
 
Rodrigo Rocha em 16/06/2011 08:39:24
E como sempre o poder publico procura a forma mais facil para resolver os problemas,ja que os mesmos nao dependem do transporte coletivo,fica facil tomar uma decisao que certamente acarretara muita complicação para quem precisa do transporte coletivo.Isto e bem mais facil do que combater a criminalidade,os ladroes de onibus nao vao desaparecer apenas vao trocar o metodo criminoso e assim sucessivamente ate importunar as autoridades pessoalmente,assim eles serao realmente combatidos.
 
marcelo argemon em 16/06/2011 08:31:09
Se pelo menos eles arrumassem aquele chiqueiro, que dizem ser para integração das linhas na praça Arí Coelho. Quando chove a enxurrada toma conta, e molha as pessoas. Sinceramente eu teria "vergonha" em dizer que fui o engenheiro responsável pela obra, pois precisaria ter o piso mais alto, por causa das enxurradas,.. embaixo dos bancos deveria haver uma proteção,... e por aí vai. Isso é o que dá em não investir, e sim fingir o investimento, só pensando no superfaturamento, no bolso. Fala sério!!!
 
Marcelo Max em 16/06/2011 08:17:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions