A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/09/2012 16:56

Vai a júri popular acusado de matar por dívida no Los Angeles

Nadyenka Castro

Cobrador atropelou o homem que o devia. Ele foi pronunciado por homicídio duplamente qualificado

Vai a júri popular por homicídio duplamente qualificado Ademir Ferreira Rosa, 35 anos. Ele é acusado de matar atropelado Arlei Barreto da Silva, no dia 21 de abril de 2008, no Jardim Los Angeles, em Campo Grande.

De acordo com denúncia do MPE (Ministério Público Estadual), Arlei devia uma quantia em dinheiro para Ademir. Ao ser cobrado, disse que ainda não tinha o montante e pediu mais prazo para pagamento.

A cobrança foi feita na rua. Ademir dirigia sua camionete e Arlei empurrava a bicicleta ao lado do irmão.

Diante da negativa de pagamento, Ademir teria acelerado a camionete e passado por cima de Arlei, que morreu no hospital.

Ademir afirma que atropelou Arlei, mas, sem intenção, e, portanto, sem ser motivado pela dívida.

A defesa do réu pediu a desclassificação do crime de homicídio doloso para o culposo (sem intenção) ou então o afastamento das qualificadoras.

O juiz Alexandre Ito, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, acatou tese da acusação e mandou Ademir a júri por homicídio qualificado pelo motivo torpe e utilização do recurso que dificultou a defesa da vítima.

MPE e defesa têm prazo para recorrer caso não concordem com a pronúncia. Ao fim do prazo, caso não haja recurso, é marcada a data para julgamento. O réu está em liberdade.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions