A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

25/07/2018 13:40

Vandalismo e furto de portas e janelas encarecem em 26% obra de escola

Empreendimento no bairro Parati estava parada desde 2013 e foi retomada pela prefeitura de Campo Grande

Marta Ferreira
Operários estão trabalhando no telhado de escola que foi retomada pela prefeitura. (Foto: Marlon Ganassin/Prefeitura de Campo Grande)Operários estão trabalhando no telhado de escola que foi retomada pela prefeitura. (Foto: Marlon Ganassin/Prefeitura de Campo Grande)

Parada há 5 anos, a obra de uma escola com 14 salas de aula foi retomada pela prefeitura de Campo Grande, com orçamento reajustado em razão do tempo parado e da ação de vândalos na construção.

Segundo o município divulgou, o valor originalmente era de R$ 3 milhões agora passou a R$ 3,8 milhões, ou seja, um aumento de 26%.

O acréscimo total foi de R$ 872 mil. Janelas, portas e piso foram furtados e o prédio inacabado foi alvo de vandalismo que encareceu a obra, conforme a prefeitura.

Os serviços foram retomados pelo telhado, que está para ser concluído, segundo divulgado. A próxima etapa prevista é a recolocação de portas e janelas, além da instalação do piso.

Vão ser 2,3 mil metros de área construída na escola, que teve a ordem de serviço expedida em junho de 2013, na administração de Alcides Bernal (PP), mas estava parada.

Pelo prazo original, o empreendimento deveria estar pronto desde 2014. O recurso para a construção veio da empreiteira MRV, como forma de compensação pela construção de um conjunto habitacional na avenida Interlagos.

De acordo com a prefeitura, essa é será a segunda construção de escola que a atual gestão encontrou parada e que será entregue à comunidade.

A primeira, em funcionamento desde o início do ano letivo, foi a Escola Municipal do Bairro Varandas do Campo, com o mesmo padrão da escola do Parati.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions