A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/07/2013 15:29

Vendas caem 30% e comerciantes pedem parquímetro na rua Maracaju

Zemil Rocha e Helton Verão
Diante da queda nas vendas, comerciantes exigem parkímetro na Maracaju (Foto: Cléber Gellio)Diante da queda nas vendas, comerciantes exigem parkímetro na Maracaju (Foto: Cléber Gellio)

Comerciantes da Rua Maracaju, quase esquina com a Rua 25 de Dezembro, estão fazendo manifestação nesta quarta-feira pela instalação de parquímetro, a fim de reduzir a dificuldade de estacionamento na região, que fica próxima do centro de Campo Grande. As vendas teriam caído 30% em razão de os clientes não terem espaço para estacionar seus veículos, desde de dezembro do ano passado, quando começaram as obras de ampliação da Central do Cidadão Willian Maksoud.

Ao longo de três quadras, a partir da 25 de dezembro, cerca de 40 estabelecimentos comerciais instalado na Rua Maracaju exibem faixas e cartazes reivindicando a implantação do estacionamento regulamentado, como forma de garantir rotatividade de veículos que estacionam naquela via.

Muitos estariam estacionando no local para trabalhar na própria Central Willian Maksoud, que pertence à prefeitura, no Paço Municipal, na agência do Banco do Brasil, que fica próxima. Vagas estariam sendo ocupadas às 6 horas e só liberadas às 18 horas.

Alguns empresários tentaram alugar terrenos próximos para oferecer estacionamento aos clientes, mas estes não teriam aderido, principalmente devido à distância para chegar à loja desejada.

O empresário Luiz Paulo Cordeiro, de 52 anos, que tem uma loja há seis anos na região, disse que os comerciantes já pediram para a presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Kátia Moraes, que implantasse na Rua Maracaju o equipamento nesse perímetro de três quadras a partir da 25 de Dezembro.

“Nos reunimos, ela prometeu o parquímetro, mas já faz 60 dias e nada”, reclamou Cordeiro, informando que essa falta de providência motivou a manifestação pública. Luiz revelou que desde 2009 já havia pedido na Agetran para instalação do parquímetro na região.

A gerente Aline Urió Zanmbon, de 23, que comanda uma loja de roupas, observou que os clientes procuram comodidade e se comerciante não consegue, acaba perdendo vendas. “Muitos clientes que deixaram de vir na loja e eu liguei para saber o que aconteceu, diz que é difícil achar estacionamento para entrar na loja e acaba indo para o shopping”, afirmou ela.

Zanmbon lembrou que muitos clientes de lojas da região chegaram a usar o estacionamento do Hipermercado Extra, que fica próximo, mas desistiram depois que colocou placa de sujeito a guincho. “Aí aumentou a dificuldade de estacionamento”, contou.

Já o empresário Odiney de Campos Leite, de 48 anos, disse que faz dois anos que está no local e as vendas estão muito ruins neste ano. “Mulher ainda vem, mas homem vê que não tem vaga para estacionar não para, não entra na nossa loja”, apontou.

Segundo os comerciantes, um diretor da Flex Park, titular do estacionamento regulamentado na Capital, teria prometido tirar parkímetro de trecho da Av. Afonso Pena e direcionar para o restante da Rua Maracaju, o que, contudo, não aconteceu até agora.

 



Paulo Medeiros, também sou CLIENTE do banco, e sim, paro meu carro la na AMC, ou na 25 ou na 13 e vou a pé no banco e no comercio local, não me incomodo nenhum pouco de andar, seja qtas quadras forem, debaixo de sol, de chuva, sem problemas. Obrigado pela recomendação.
 
Catia Aparecida em 05/07/2013 07:48:06
Então a todos vocês q disseram que os empresários da região tem q meter a mão no bolso pra ter alternativas de atender os clientes, ontem na tv morena e na record passou a reportagem referente a esse caso e os empresários reportaram que já tentaram nos arredores estacionamentos pagos por eles para atender os clientes mas que não deu certo. Eles não estão de braços cruzados esperando a prefeitura instalar os parquímetros, já tentaram de varias maneiras outras alternativas, o parquímetro se tornou a ultima alternativa, pelo visto na reportagem. E eu qdo preciso ir ao local, paro meu carro a quadras de onde preciso e ando numa boa, sem preguiça, afinal o são umas quadras pra quem corre 10 KM em 48 min???? Sigam o exemplo do Sr. Paulo Medeiros...
 
Ana Claudia Padula em 05/07/2013 06:25:48
Só sendo alguém muito preguiçoso para deixar de ir em algum lugar pq não tem vaga de estacionamento na frente. Lamentável.
 
Larissa Andrade em 04/07/2013 18:56:18
Nossa, quase não acredito que, além dos comerciantes ignorantes, existam tantas pessoas defendendo e querendo esse absurdo de parquímetro! Concordo inteiramente com o Paulo Medeiros! Tenho conta no Banco do Brasil e minha agência é justamente essa do Jardim dos Estados. Sou consumidora do Café de Minas, do Extra, do Bazar São Gonçalo, do Frans Café, todos nessa região do Centro. Por diversas vezes já fui ao Fórum, ao Procon... Já estacionei por ali para ir almoçar no Keiko Sushi Bar e ir à Frutos do Brasil... Após ir ao banco já aproveitei e passei na MultiCoisas... Não ter a dita "rotatividade" que muitos aqui estão reivindicando, não me impediu, nem a outras pessoas, de irem nos estabelecimentos que desejam e que estão por ali instalados!
 
Larissa Andrade em 04/07/2013 18:55:13
Neyde: Exatamente! Exemplos como esses não faltam. Citando alguns: Fogão de Minas (cujo estacionamento fica ao lado do Comitiva Pantaneira) e Comitiva Pantaneira (cujo estacionamento fica ao lado do Fogão de Minas); Thomaz Lanches, cujo estacionamento fica a quase 100m do estabelecimento (e lá existe parquímetro, vejam só!). A Drogasil sempre faz suas lojas com amplo estacionamento.
 
Paulo Medeiros em 04/07/2013 16:26:06
Catia: quem disse que eu trabalho na região? Se eu trabalhasse não estaria fazendo discurso de "olhar pro próprio umbigo", muito pelo contrário: sou CLIENTE do Banco do Brasil e, quando não tem vaga estaciono um pouco mais longe e vou a pé. Faz bem para o corpo e talvez deixe as pessoas menos ranzinzas, te recomendo!
 
Paulo Medeiros em 04/07/2013 15:33:11
Ana Cláudia: não, sequer trabalho ali, mas penso nas pessoas que ali trabalham. Você vai ali passear e fazer suas compras ou ir no salão de beleza e que se lasque quem vai trabalhar, né? Custa estacionar um pouco mais longe e ir andando? Pois é o que eu faço quando vou ali no Banco do Brasil, que é minha agência. Agora diz uma solução pra quem trabalha ali, estou curioso... Ir de ônibus? Por que as pessoas que defendem parquímetro não fazem isso?
 
Paulo Medeiros em 04/07/2013 15:30:39
Concordo com o Paulo Ribeiro, pegando o gacho do outro colega Ronaldo Ferreira, com quem também concordo na íntegra. Acho que o empresário, também tem que meter a mão no bolso e disponibilizar estacionamentos aos clientes, isso realmente conquistaria muitos clientes.
Vejam o caso do caro Átila(Prorietário da Fcia São Leopoldo), seu comércio foi crescendo e o mesmo foi ampliando seu estacionamento, com certeza os seus clientes estão satisfeitos.
Já pagamos tantas taxas...e empresário quer lucrar sempre? e os seus funcionários o que farão com seus veículos? terão que pagar parquímetro o dia inteiro?
 
Neyde de Oliveira em 04/07/2013 13:00:14
Engraçado, por diversas vezes já fui a este trecho da rua Maracajú e não consegui estacionar simplismente porque muitos dos comerciantes desta região estacionam seu veículos e os deixam o dia todo, isso ninguém fala, mas quando um cidadão trabalhador deixa seu carro nestes locais para evitar pagar parquímentro que alem de não ter segurança é um absurdo, não falta pessoas para buscar ações como esta.
 
Waldemiro Carvalho de Souza Leite em 04/07/2013 12:51:37
Renato Rios eu frequento as lojas ali da região e são muito boas, tem uma loja inclusive q é a melhor e não tem igual em lugar nenhum da cidade, vende tecidos de qualidade com ótimos preços, o atendimento é excelente, tem também loja de roupas intimas muito boa, atendimento ótimo, as meninas são maravilhosas, então eu me policio e frequento a região durante os horários mais vazios, mas não deixo de consumir no local. Os comerciantes se esmeram com seus comércios, geram empregos, ta certo que pagamos muitos impostos, mas se não são revertidos adequadamente, alguma coisa tem q ser feita. Parabéns aos comerciantes da região pela reinvindicação e espero que de resultado, vou torcer.
 
Margarete Rose em 04/07/2013 11:07:23
Vocês estão reclamando??? Vai piorar...... Estava procurando um imóvel pra alugar pra montar consultório e percorri a região. Ali tem, atendimento ao cidadão, banco do brasil, diversos consultórios, hospital da criança, maternidade, e vai abrir uma agencia da caixa, a região vai ficar impossível..... Preparem-se..... e é bem assim como falaram, fazem as construções sem estacionamento, como a rua é publica, vire-se, e da nisso, reclamação de todo lado....
 
Alaide Costa em 04/07/2013 10:59:25
Eu sou a favor do parquimetro sim, sou cliente, e sempre que vou comprar nesta rua, tenho que ficar rodeando um tempão.
E quando acho vem os pedintes de rua, pedir dinheiro e se não passar eles te xingam. Pelo menos o parquimetro vão dar um basta neles.
 
Angela souza em 04/07/2013 10:57:37
Vai demorar para que nós acordemos. Tem gente aqui pedindo e apoiando ladroagem. Estacionamento sem um guarda para cuidar é legal? Esse parquimetro só poderia funcionar se tivesse funcionário para cuidar o carro. Isso é uma coisa errado que tem de ser corrigida. Acorda povão perdido.
 
luiz alves em 04/07/2013 10:56:56
Quem esta pensando em si próprio é vc Paulo Medeiros. As pessoas querem parquímetro para estacionar com comodidade, efetuar compras no local e ir embora, dando lugar para outras pessoas fazerem o mesmo, agora você quer estacionar e permanecer ali por tempo indeterminado, sem consumir no comercio local, tipo a vaga é minha vi primeiro o resto que se lasque, né verdade?
 
Ana Claudia Padula em 04/07/2013 10:41:12
E vc ta fazendo o q Paulo Medeiros??? Se vc TRABALHA na região , esta pensando em seu bel prazer de chegar, estacionar seu carro e permanecer ali o dia todo, não acha??? Suas palavras " cada um pensando em si mesmo. Lamentável..."
 
Catia Aparecida em 04/07/2013 10:16:06
Isso mesmo comerciantes,fiquem reivindicando parquímetros na sua região pra ferrar ainda mais os consumidores. Pra aumentar as vendas não precisa parquímetro, precisa de bom atendimento e preço, (coisa rara de se ver). Santa paciência!!!!!
 
ROSA VERMELHA em 04/07/2013 10:09:35
AGORA A CULPA É DA FALTA DE VAGA PARA ESTACIONAR. TOMARA QUE DEMORE MAIS 1 ANO PARA INSTALAR ESSA MÁQUINA DE DINHEIRO QUE NÃO GARANTE NADA A SEGURANÇA DE NOSSOS VEÍCULOS.
 
Wesley Nunes em 04/07/2013 09:41:20
outra coisa errada, e o semáforo, na 25 de dezembro que da acesso a Rua Dom Aquino, permanece verde, ( livre) e quem desce da Rua da paz, é horrível, pois tem uma via só para entrar, por duas vezes quase bateram no carro em que eu dirigia, alguma providencia deve ser tomada
 
rosi moresco em 04/07/2013 09:35:35
Qual é a desses comerciantes? Se eles não vendem deve ser porque o produtos deles não é bom, agora querem onerar ainda mais os seus "prováveis" clientes, agora é que eu nem passo mais por lá.
 
Mathias Hanns em 04/07/2013 08:53:41
Gilberto de Matos Costa, concordo com vc!!!como se essa porcaria de parquímetro fosse resolver algo,se quer que melhorar o movimento invista em propaganda!!!essa turma fica ai reivindicando parquímetro,daqui a pouco povo sai pra rua de novo e quebra tudo ,tomara que quebre mesmo!!!acho abusivo pagar para estacionar sendo que ja se paga IPVA IPTU.
 
rodrigo rocha em 04/07/2013 08:52:59
Devia ter parquímetro dentro do estacionamento da própria prefeitura, tá uma falta de respeito, você tem que ir até lá, não tem outra saída e você gasta meio tanque de gasolina procurando vaga ou para cinco, seis quarteirões longe e vai a pé.....o dono da loja tá certo de reclamar, se não tem vaga, não tem fregues.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 04/07/2013 08:33:53
Catia Aparecida: e quem TRABALHA na região que se lasque... Ótimo pensamento, é assim que vamos melhorar nosso país: cada um pensando em si mesmo. Lamentável...
 
Paulo Medeiros em 04/07/2013 07:45:30
os comerciantes estão esperando a 60 dias....podem esperar muito mais pois dependem dos passos lentos da prefeitura....
 
samuel vosni em 04/07/2013 00:37:30
Essa região ai não tem lei de trânsito, trabalho perto e tenho varias fotos de carros estacionados em cima da calça na frente da rampa de cadeirante etc.
 
Junior Araújo em 03/07/2013 22:01:22
Essa briga por coisa boba só mostra toda a incompetência de alguns "empresários" daquela localidade em administrar seus comércios. jogar a culpa nos estacionamentos é pedir para pagar mais impostos e taxas. vocês querem isso, "empresários"?
 
Bruno Casanova em 03/07/2013 21:33:44
As pessoas só dão exemplo qdo mexe no bolso. Com o estacionamento regulamentado rotativo, vai haver fiscalização e punição aqles q desrespeitam as leis de acessibilidade parando os carros nas rampas. As vezes é só uma ida rapidinha no banco, ai simplesmente param ate em fila dupla, como já vi muito ali. Os policiais raramente passam por ali para ver as barbaridades q acontecem, principalmente em dia de maior movimento bancário e no atendimento ao cidadão. Com os parquímetros a historia vai ser outra, como no centro. Parkimetro jáááááááá..... ou o banco podia voltar a liberar o estacionamento para os clientes....
 
Bruno Cesar em 03/07/2013 20:50:47
Sim, Paulo, os comerciantes "querem vender", querem gerar empregos, pagar seus vultuosos impostos, e os clientes querem comprar, querem facilidade para poder efetuar suas compras. Sim, os clientes deixam de ir a loja por falta de estacionamento próximo, migram para outros locais ou simplesmente deixam de consumir naquela região. A solução barra na precariedade do poder publico com suas péssimas opções de locomoção, onde somos obrigados a usar transporte particular. Não existe mais carro da família, hj cada um tem o seu e faz uso dele para ir ao trabalho, as compras, ao medico, e o mínimo que se espera é uma vaga para estacionar. Vai ser uma briga interminável, de um lado o cidadão q trabalha o dia todo e ocupa uma vaga q podia ser rotativa, de outro aqle q quer simplesmente fazer compras
 
Jose Bonifacio da Silva em 03/07/2013 20:43:40
É simplesmente absurda essa reivindicação. Aumentar as vendas por causa de local para estacionar?! Façam promoções, ofereçam melhores atendimentos e mercadorias para seus clientes, isso sim aquece as vendas.
Qualquer cliente vai procurar os melhores estabelecimentos e não os piores só por que tem vaga para estacionar. Isso deve ser coisa de algum comissionado do flexpark.
 
fabio barbosa em 03/07/2013 19:48:38
Sou a favor do parquímetro,inclusive vou fazer um abaixo assinado para avenida calógeras entre a Fernando correia e a Belizario de Lima que tenho comercio e é impossível estacionar!
 
Ronaldo Bergamo em 03/07/2013 19:28:41
Que conversa fiada é essa? Se eu preciso de alguma coisa ali do centro deixo o carro num estacionamento, onde está realmente seguro e vou as compras. JAMAIS paguei essa porcaria de parquímetro. As lojas do centro é que precisam melhorar suas condições, pois ultimamente é preferível pagar estacionamento e fazer compras num dos Shoppings ou melhor ainda, comprar pela internet e receber em casa por preços muito inferiores aos praticados aqui.
 
Leonardo Reis em 03/07/2013 19:27:47
Olha gente, a qtidade de carros que temos circulando diariamente reflete tão somente a precariedade do transporte publico. Somos forçados a usar do transporte particular individual, pq garanto que se esses trabalhadores q estacionam seu carro durante o dia todo na região tivessem um transporte alternativo de qualidade fariam uso. Agora que é difícil estacionar isso é. E o comercio é o q gera emprego, paga impostos, se não tem cliente, como sobreviver ???? São feitos investimentos em ponto, visual de loja, mercadorias, pessoal, mas se o local não oferece estacionamento, fica difícil. E não vem falar q "pq colocou o comercio ali?" . Acontece q a bem pouco tempo não era dessa maneira q é hj. E não é só ali, tem muitos lugares impossíveis de ir em CG dependendo do horário.
 
Ana Claudia Padula em 03/07/2013 18:47:41
Não acredito que estão pedindo a colocação dessa maquina de roubar dinheiro....pagar pra parar em via publica....dinheiro meu que foi aplicado no asfalto.....tinha que ter uma faixa pedindo a retirada da cidade toda dessa porcaria.....se não há vaga, procure por um local que há e vá andando...caminhar é bom e faz bem....
 
Rodrigo Melo em 03/07/2013 18:27:25
o problema esta em obras que fazem sem estacionamento,
central de atendimento ao cidadão e o fórum de campo grande não tem estacionamento, vai no fórum pra vc ver!
tinha que ter uma lei em campo grande pra que obras para atendimento público tinha que ter no minimo estacionamentos para os cidadãos que utilizam!!!
estes prédios púbicos feitos com impostos altos pra manter um monte de sangue sugas com estacionamento privativo,eita brasil tudo errado mesmo viu!!
 
ronaldo ferreira em 03/07/2013 18:14:16
É uma grande bobagem o lance de cobrar estacionamento para melhorar venda de lojas, se vende pouco, é porque o produto/serviço não é bom. De qualquer maneira, Campo Grande tem carro demais. As pessoas só pensam em andar de carro, ocupar vias públicas e não pagar por isso. Na verdade, deveria ter parquímetro em praticamente toda a cidade. A cada dia que passa fica mais abarrotada de carros e motos. No meu entendimento se a cobrança pesar no bolso das pessoas, elas devem usar o transporte público, além de poluir menos, quanto mais a classe média usar ônibus maior vai ser a pressão para o transporte ser melhor e custo mais baixos para as empresas e bolso do usuário. É questão de melhoria e escala. Muito simples.
 
Renato Rios Fane em 03/07/2013 18:03:32
As empresas dão vale transporte aos seus funcionários vão trabalhar de carro quem quer, o estacionamento tem que ser rotativo mesmo, estacionar na rua e ficar o dia todo, e um idoso que precisa parar, um deficiente uma mãe com criança, carro e luxo, deveria ser usado somente para passeio ou emergência, usando transporte publico ou outros meios o planeta agradece o bolso também agradece, façam o teste. Deixem a área azul para parar somente um pouco os comerciantes vivem de seu comercio, sem estacionamento sem vendas, e não e por causa do atendimento que deixamos de ir a uma loja falo por mim mesmo, prefiro um lugar fácil e comodo.
 
Filipi Karkoshy de Andrade em 03/07/2013 17:55:28
Vi esta faixa hoje e achei que era gozação. Eles não vendem e querem botar culpa na falta de vaga, Palhaçada!
 
Evelyn Freitas em 03/07/2013 17:39:56
Agora que não vou mais ainda ter que pagar pra estacionar vou no centro mesmo e aproveito outras lojas, já que vou ter que pagar....
 
marcio silva em 03/07/2013 17:35:09
Realmente a região é terrível pra estacionar. Já dei varias voltas pra conseguir uma vaga tanto pra fazer compras no local como para fazer exames no Proncor. Ali só depois q o atendimento ao cidadão e o banco fecha para conseguir vaga..... se fosse rotativo seria mais fácil.
 
catia aparecida em 03/07/2013 17:08:41
aquela saveiro vermelha estacionada na frente a rampa e deficientes ninguém vê. campo grande news, passa a placa pra agetran multar esse irresponsável ai.
 
Andre Yuri em 03/07/2013 17:04:26
Estacionar na rampa acessibilidade é proibido...essa saveiro está...depois vão fazer protesto pela honestitade dos outros...comece a mudar as coisas por você...assim nos tornaremos exemplo e poderemos cobrar alguma coisa.
 
Roberto de Carvalho em 03/07/2013 16:57:34
Tem é que acabar com os parquímetros, e estão pedindo pra colocarem mais?? já não basta os impostos, ainda temos que pagar pra estacionar na rua!!
 
Gilberto de Matos Costa em 03/07/2013 16:56:52
Tinha que ser essa pessoa "simpática" da Raviera...fica brigando com as pessoas que estacionam perto de sua loja e vão comprar nos arredores...brincadeira isso.
 
Roberto de Carvalho em 03/07/2013 16:53:01
Não é por conta de estacionamento que um cliente deixa de ir a uma loja. E pelo pessimo atendimento e preços ruins.
Estes senhores apenas mostram a sua incompetência , para gerir uma empresa.

Se colocar parquímetro resolvesse , era fácil.
 
Osvaldo Lima em 03/07/2013 16:21:51
Complementando: essa faixa está errada, deviam prender quem fez isso por falsidade ideológica, por se passar por cliente quando na verdade é comerciante. Ao invés de "quero comprar", deveria estar escrito "quero vender".
 
Paulo Medeiros em 03/07/2013 16:08:17
E quem é que toma na cabeça de novo? O povo! O cidadão não vai mais poder estacionar o carro pra TRABALHAR o dia inteiro porque comerciante tá melindrado... é pra acabar. Se fizerem esse absurdo, só vão jogar o problema no comércio de outras quadras, que vão reclamar do mesmo jeito. Cada um olhando pro próprio umbigo e o trabalhador que se lasque.
 
Paulo Medeiros em 03/07/2013 16:05:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions