A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

23/10/2017 21:38

Vereador é condenado a pagar R$ 300 mil por acidente que matou manicure

Nyelder Rodrigues

O vereador Ayrton de Araújo (PT) foi condenado pela Justiça estadual a pagar R$ 300 mil de indenização para a família da manicure Célia Abud Almoreno, morta em setembro de 2014 após ser atingida por um Chevrolet Celta conduzido pelo parlamentar campo-grandense, na avenida Nasri Siufi - região sudoeste da Capital.

A manicure seguia de moto pela via quando foi atingida pelo carro de Ayrton, que estava com luz apagada e entrou na contramão após realizar uma manobra indevida, conforme consta nos autos do processo.

Os ingressantes da ação, que agora está em grau de recurso - a sentença desfavorável ao vereador é de agosto - são Neirian Crisley Almoreno Silva, Odete Marcelo Almoreno e Antônio da Silva, respectivamente filha, mãe e marido da vítima, sendo que cada um ficaria com R$ 100 mil de indenização.

Na Justiça, eles pediram danos morais e danos materiais, sendo apenas os danos morais aceitos pelo juiz da 3ª Vara Cível de Campo Grande, Juliano Rodrigues Valentim. Além de Ayrton, Kátia de Araújo, esposa do vereador e dona do carro, faz parte da condenação, que impõe também o pagamento das custas processuais.

Outro pedido dos parentes da vítima é que fosse concedido uma pensão alimentícia até completarem 73 anos, o que foi negado pelo juiz por não haver comprovação de que a Célia tinha renda fixa.

Ayrton nega que tenha culpa no acidente, indicando que Célia estava com os faróis apagados - contrariando as testemunhas - e que, como ela estava em uma festa familiar antes do acidente, ela teria ingerindo bebida alcoólica no local. Porém, o juiz também rejeitou tal alegação, afirmando que não há como comprovar tal fato.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions