A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

09/01/2013 19:52

Vídeo mostra cão Scooby sadio e brincando com veterinárias

Nyelder Rodrigues

O cão Scooby, que causou polêmica em Campo Grande quando foi cogitada a sua eutanásia, já que ele é portador de leishmaniose, aparece sadio e brincando com as veterinárias em um vídeo feito pela ONG Abrigo dos Bichos.

Scooby pula várias vezes e recebe muitos carinhos das veterinárias. O vídeo é de 19 de dezembro de 2012. Recentemente, o futuro de Scooby voltou a causar polêmica, já que surgiu a possibilidade dele ser sacrificado.

Além disso, a ex-presidente do CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária), Sibele Cação, teve o mandato frente à instituição cassado por defender o tratamento do cão, ao invés da eutanásia, o que é recomendado pelo conselho federal e Ministério da Saúde.

A ONG Abrigo dos Bichos vem buscando obter informações sobre Scooby, e Sibele já se mostrou interessada em adotar o animal. Nesta quarta-feira (9), o prefeito sinalizou que ele pode ser sacrificado.

Ao ser questionado sobre o cachorro, Bernal declarou que gosta muito de animais, mas “entre uma criança e um animal, prefiro a criança”, referindo-se ao fato de que se for diagnosticado leishmaniose em cães, “vai fazer o sacrifício”.

O vídeo em que Scooby pode ser visto brincando está logo abaixo.

Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...


O SER HUMANO TAMBÉM É RESERVATÓRIO DA LEISHMANIOSE. O ser humano também pode causar a morte de alguém por transmitir a leishmaniose. Para isso, basta existir o MOSQUITO.
Na minha casa, na casa dos meus amigos e familiares, CCZ NÃO ENTRA. Ainda digo mais: não passa nem na esquina. Meus animais, NÃO LEVARÃO JAMAIS.
Ninguém é obrigado a abrir as portas de sua casa para o CCZ.
Entre um animal, uma criança e um idoso, prefiro TODOS. Por isso é que não crio o mosquito da leish na minha casa, mantendo meu quintal limpo, sem matéria orgânica.
Liguei p/ prefeitura p/ denunciar um terreno baldio que é um excelente criatório do mosquito da leish e da DENGUE. Disseram que o prazo é de 30-45 dias para providências. Um ABSURDO !!! E aí, será q a prefeitura tá preocupada em acabar c/ os mosquitos ??
 
Alessandra Barros em 22/01/2013 14:53:29
Tenho certeza que a médica está correta, ele precisa ser feliz enquanto pode .E quem diz que tem que fazer eutánasia , não sabe de nada e muito menos o que fala.
 
ana cristina dos s moutinho em 15/01/2013 18:59:13
Tanta coisa importante para se discutir e ficam batendo na mesma tecla.
O cachorrro está doente e pode transmitir a doença para humanos. A doença é causa a morte. Então é simples decidir: eutanásia.
 
ricardo rodrigues em 10/01/2013 08:38:05
Sr. Flávio, apenas uma correção: a leishmaniose é causada por um protozoário denominado leishmania. Na questão políticas públicas, o senhor está absolutamente correto.
 
Áttila Gomes em 10/01/2013 08:30:31
Aparentemente saudável, infelizmente continua sendo reservatório da leishmaniose.
 
Áttia Gomes em 10/01/2013 08:04:47
A leishmaniose é uma doença que é vírus que habita o animal, no caso o cachorro. Somente é possível a sua transmissão através de um mosquito específico, que se se reproduz em ambiente degradado, como quintais e áreas na cidade sem limpeza, resto de materiais orgânicos em decomposição jogados em qualquer lugar dentre outros. Analisando essa situação, vemos que está sendo mais fácil colocar a culpa no hospedeiro do vírus, do que atacar o problema maior que é a falta de aplicação de políticas públicas de saneamento por parte do executivo municipal. O Bernal não tem responsabilidade até aqui, diga-se bem. Mas autorizar a eutanásia nesse animal, o colocará no mesmo lugar dos seus antecessores. Pois, a mesma falta de aplicação de tais políticas continuará sendo praticada.
 
Flávio Márcio em 10/01/2013 08:01:23
FELICIDADES PRA VC, SCOOBY, MERECE MUITO MAIS A FELICIDADE DO QUE CERTOS SERES QUE SE INTINTULAM DE "HUMANOS"
 
MARIVALDO ABDIAS em 09/01/2013 22:31:28
CADÊ OS ADEPTOS DA EUTANÁSIA PARA SE PRONUNCIAREM SOBRE O CASO? NESSAS HORAS ELES SE ESCONDEM, POIS A CENSO HUMANO FALOU MAIS ALTO E ACREDITO QUE O CCZ NÃO VAI SOSSEGAR ATÉ CONSEGUIR APLICAR A EUTANÁSIA NESSE ANIMAL, PEGUEM-NO E LEVEM-NO PARA FORA DO PAÍS, SÓ ASSIM ELE PODERÁ ESCAPAR DE INSTINTOS SELVAGENS..
 
MARIVALDO ABDIAS em 09/01/2013 22:28:45
Se exisite a lei do ministerio da saude em fazer o tratamento de animais com leishmaniose, porque o prefeiro diz q vai fazer o sacrificio nos animais?? quem manda mais e e a lei ou o prefeito?/ se ele vir com essa ideia de sacrificar animais do jeito q o elegemso vamso tirar ele do poder. cai fora bernal. tenho animal com leishmaniose e faço tratamento dele a 5 anos. vem aqui tirar ele de mim vem... e fazer meu filho ficar donte vem aqui vem. e bernal vc ta procurando brigas com sociedade heimm
 
carla silva em 09/01/2013 21:25:04
Se a doença tem tratamento então devemos fazê-lo, imagine se todos que tivessem aids, hiv, hepatite, tuberculose,etc... que são doenças contagiosas e as matassemos para não ter de realizar o tratamento. O estado investe bilhões nos criminosos (que não merecem tal gastos por só causar danos e tristezas) e não quer gastar alguns reais no animal que traz alegrias e companheirismo. Vergonhoso esse conceito sociocultural e moral dos nossos governantes!
 
Alexandre de Souza em 09/01/2013 20:53:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions