A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/08/2012 09:28

Vizinhos a grandes obras, eles assistem a cidade se transformar

Mariana Lopes
 Vizinhos a grandes obras, eles assistem a cidade se transformar
O Centro de Belas Artes está sendo construído na esquina da avenida Noroeste com a rua Santos Dumont, no bairro Cabreúva, lugar que ficou conhecido como a construção inacabada da rodoviária de Campo Grande.(Foto: Rodrigo Pazinato)O Centro de Belas Artes está sendo construído na esquina da avenida Noroeste com a rua Santos Dumont, no bairro Cabreúva, lugar que ficou conhecido como a construção inacabada da rodoviária de Campo Grande.(Foto: Rodrigo Pazinato)

Avenidas novas e largas, academias ao ar livre, prédios, revitalizações, praças, creches, unidades de saúde, conjuntos habitacionais, escolas. E assim Campo Grande cresce e, aos poucos, vai ganhando jeito e cara de uma grande capital. No mês que a Cidade Morena comemora 113 anos, foram 14 obras inauguradas e 40 obras iniciadas em Campo Grande.

No aniversário da cidade, o Campo Grande News foi a algumas das obras mais aguardadas para saber como está o andamento e qual é a expectativa dos moradores. Em pontos diversos da Capital, o comentário é praticamente unânime: “Está ficando muito bonito”.

Centro de Belas Artes - A construção ficou parada por muito tempo, e hoje, toma formas de um prédio que em breve receberá público e espetáculos, o Centro de Belas Artes é aguardado pelos moradores da região com grande expectativa.

Mesmo sabendo pouco sobre o novo espaço, a manicure Irani Souza Vargas, 57 anos, está ansiosa para ver a obra finalizada. “A gente nunca teve nada aqui no bairro, agora já ganhamos asfalto, agora esse centro, vai ficar muito bom”, comenta.

Além do movimento e da nova cara, o que os moradores já comemoram mesmo é a ocupação do espaço. “Já tivemos muitos problemas com moradores de rua, drogados, mas depois que limparam o mato e colocaram as máquinas trabalhando, isso acabou”, conta a servidora pública Antônia Magalhães Queiroz, 64 anos.

Irani está ansiosa para ver a obra do Centro de Belas Artes finalizada (Foto: Rodrigo Pazinato)Irani está ansiosa para ver a obra do Centro de Belas Artes finalizada (Foto: Rodrigo Pazinato)

Com capacidade para 435 lugares, auditório para 137 pessoas, além de restaurante, alojamentos e sede de atividades culturais, o Centro de Belas Artes está sendo construído na esquina da avenida Noroeste com a rua Santos Dumont, no bairro Cabreúva, lugar que ficou conhecido como a construção inacabada da rodoviária de Campo Grande.

No local funcionará o Centro de Música Municipal Ernani Alves Corrêa, que agrupará a Escola de Música, a Banda Municipal, a Orquestra Sinfônica Municipal e o Coro Municipal, além da Companhia Municipal de Dança, as oficinas de artes plásticas e artesanato, a Pinacoteca Municipal e a Escola Municipal de Teatro.

A primeira etapa das obras do Centro de Belas Artes está previsto para ficar pronta até o final deste ano, segundo o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho. A segunda e terceira etapas ficarão prontas no ano que vem.

Orla Ferroviária - Na mesma região da cidade, a construção da Orla Ferroviária também anima os morados do bairro São Francisco. No trecho das ruas Eça de Queiroz e 14 de Julho, o que mais se fala é sobre a valorização do local.

"Agora as pessoas enxergam a gente, até ganhei mais clientes", conta a costureira Owalda Garcia, 57 anos, que aproveitou o aumento do movimento e abriu um ateliê no quintal de casa.

Com mais clientes, a costureira Owalda Garcia comemora a etapa final da Orla Ferroviária com um novo ateliê (Foto: Rodrigo Pazinato)Com mais clientes, a costureira Owalda Garcia comemora a etapa final da Orla Ferroviária com um novo ateliê (Foto: Rodrigo Pazinato)

"Aqui era um matão danado, já ficou abandonado pelas autoridades, mas agora vai trazer movimento, está ficando muito bonito. Acho que como contribuintes, merecemos essa obra", comenta o empresário José Aparecido Macedo de Carvalho, 51 anos.

Após a revitalização, o projeto da Orla Ferroviária prevê academia ao livre, além da instalação da “pedra”, área para venda de veículos, e dos dogueiros, que antes ficavam na avenida Afonso Pena e por enquanto estão localizados na antiga rodoviária.

A intervenção é no trecho dos antigos trilhos entre as avenidas Afonso Pena e Mato Grosso e está previsto para ser finalizada em novembro, de acordo com o prefeito Nelsinho Trad.

No trecho das ruas Eça de Queiroz e 14 de Julho, o que mais se fala é sobre a valorização do local (Foto: Rodrigo Pazinato)No trecho das ruas Eça de Queiroz e 14 de Julho, o que mais se fala é sobre a valorização do local (Foto: Rodrigo Pazinato)
As obras seguem na avenida Euler de Azevedo com a avenida Ernesto Geisel e devem ser finalizadas em novembro (Foto: Rodrigo Pazinato)As obras seguem na avenida Euler de Azevedo com a avenida Ernesto Geisel e devem ser finalizadas em novembro (Foto: Rodrigo Pazinato)

Praça Ary Coelho - A promessa do prefeito Nelsinho Trad de que a inauguração da praça Ary Coelho será a cereja do bolo do aniversário dos 113 anos de Campo Grande despertou ainda mais a curiosidade e expectativa dos campo-grandenses.

Foi um ano de obras e suspense. Durante o período de revitalização, a praça ficou protegida por tapumes, que não deixava sequer uma fresta que revelasse o resultado das obras.

Embora a população estime que a praça fique mais bonita, o que a maioria quer mesmo é segurança. "Quem sabe agora que a praça terá grades acabe com o movimento de drogas e até vire um ambiente mais familiar", espera a auxiliar administrativa Ana Paula Marani, 22 anos.

A assistente social Stela Xavier, 29 anos, conseguiu dar uma espiadinha depois que os tapumes foram retirados e agora só restam lonas pretas para esconder a praça. "Acho que vai voltar com cara nova, Campo Grande está precisando de uma área de lazer bacana. Tomara que as pessoas cuidem, afinal, é um patrimônio de todos nós", comenta.

As novidades da 16ª revitalização da praça Ary Coelho, localizada no coração da Capital Morena, no quadrilátero das ruas 13 de Maio, 14 de Julho, 15 de Novembro e da avenida Afonso Pena, será entregue no dia 22 de setembro.

A cereja do bolo de aniversário dos 113 anos de Campo Grande, a revitalização da praça Ary Coelho será entregue no dia 22 de setembro (Foto: Rodrigo Pazinato)A cereja do bolo de aniversário dos 113 anos de Campo Grande, a revitalização da praça Ary Coelho será entregue no dia 22 de setembro (Foto: Rodrigo Pazinato)

Barragem da Via Parque - Com 90% da obra concluída, a 5ª barragem do córrego Sóter, na avenida Via Parque, traz mudança até para quem não sofre com os alagamentos, mas mora na região.

Proprietário de um lava-jato, Márcio Luiz Martins, 29 anos, acredita que o resultado da barragem será sentido no prolongamento da avenida, mas acha que mesmo assim pode trazer benefícios para ele.

"Toda vez que chovia, alagava lá embaixo, então ficava perigoso vir para esse lado. Se o problema acabar, aumenta o fluxo de carros, independente do tempo, e isso é bom para o meu comércio", reflete o empresário.

Além dos benefícios em época de chuva, a preocupação dele também era com o meio ambiente. "Não tem como fazer uma obra sem mexer na natureza, ainda mais em uma área como esta, mas achei que não agrediu tanto o meio ambiente, ficou legal", comenta Márcio Luiz.

De olho no que pode acontecer lá na frente, o instrutor de artes João Luis Silva Benites, 43 anos, acha que a ideia foi boa, mas cria expectativas. "Da outra vez arrebentou, será que foi bem construído?"

As barragens da Via Parque fazem parte do projeto da Prefeitura de contenção de enchentes, considerando os problemas que a cidade já enfrentou com alagamentos.

Com menos absorção de água pelo solo, a água para no leito e vai desembocar no córrego Prosa e no rio Anhanduí. Quando as estruturas estiverem concluídas, a expectativa é de que segurem a água da chuva por 15 minutos, para dar tempo de escoamento.

Márcio Luiz Martins, de 29 anos (Foto: Rodrigo Pazinato)Márcio Luiz Martins, de 29 anos (Foto: Rodrigo Pazinato)
Barragem está quase pronta (Foto: Rodrigo Pazinato)Barragem está quase pronta (Foto: Rodrigo Pazinato)


PARABÉNS CAMPO GRANDE!! PARABÉNS PREFEITO!! PELA NOSSA LINDA CIDADE MORENA...
 
Ricardo Sadyama em 25/08/2012 11:05:58
Nelsinho Trad o melhor prefeito que esta cidade já viu... ele e o André. quem não concordar com toda certeza é um petista fanatico assim como todos que não gostam deles. esta cidade está supervalorizada e linda. a Santa casa esta precisando sim de uma reforma mas por acaso voce sabe quantos postos de saúde novos foram inaugurados ou reformados nos bairros?
 
Wilson Pereira em 25/08/2012 10:38:30
Só transformar a Cidade num centro de lazer não basta! A prefeitura deveria se preocupar em trazer mais industrias e fortalecer o comercio na Capital!!
 
clovis araujo em 25/08/2012 10:27:25
Aqui é igual a roma antiga...tem o pao e circo rs,vamos ver o que realmente a cidade precisa de verdade,o tal do aquario do pantanal puxa vida nao tem necesidade disso,o que esta sendo gasto la dava para terminar a vergonha da santa casa que por sinal eu acho que nem era nacido quando começou a construçao ao lado,e tem mais uma,essa contençao só foi feita pq a enxurrada decia para bairros nobres..
 
rodrigo benites em 25/08/2012 10:03:00
Pois é, uma coisa é certa, tenho saudades de Campo Grande, a cidade está ficando bem maqueada, bonita, porém a falta de oportunidades é crescente e leva muitas pessoas a saírem daí em busca de novos horizontes no interior do estado, senhores candidatos a prefeito e vereadores pensem nisso, emprego, renda e desenvolvimento são importantes também!
 
Oswaldo Benites em 25/08/2012 07:30:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions