A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

15/05/2013 21:37

Cartórios têm que aceitar casamento gay a partir desta quinta-feira

Thais Leitão, da Agência Brasil

A resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que proíbe cartórios de recusar a celebração de casamento civil de pessoas do mesmo sexo ou de negar a conversão de união estável de homossexuais em casamento foi divulgada na edição desta quarta-feira (15) do Diário de Justiça Eletrônico.

A medida só será considerada publicada nesta quinta-feira (16), primeiro dia útil seguinte ao da disponibilização da informação, a partir de quando passará a valer para cartórios de todo o país.

A proposta, apresentada pelo presidente do conselho e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, foi aprovada ontem (14), por maioria de votos, pelo plenário do CNJ.

A decisão foi baseada no julgamento do STF, que considerou inconstitucional a distinção do tratamento legal às uniões estáveis homoafetivas, e ainda na decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que julgou não haver obstáculos legais à celebração de casamento de pessoas do mesmo sexo.

Durante a 169ª sessão do colegiado, nessa terça-feira, o ministro Joaquim Barbosa classificou a recusa de cartórios de Registro Civil em converter uniões em casamento civil ou expedir habilitações para essas uniões como "compreensões injustificáveis".

Também ficou definido que os casos de descumprimento da resolução deverão ser comunicados imediatamente ao juiz corregedor responsável pelos cartórios no respectivo Tribunal de Justiça.

Decisão do STJ ajuda na tramitação da reforma da Previdência, diz líder
O líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) disse hoje (20) que a suspensão, pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), da decisão que impe...
Mega-Sena acumula mais uma vez e pode pagar até R$ 20 milhões na terça
Nenhum apostador acertou os seis números sorteados deste sábado (20) e a Mega-Sena acumulou mais uma vez. No próximo sorteio, que será na terça-feira...


É a ditadura gay, pois obrigam donos de cartório, no caso de cristãos, a violentarem sua consciência. Pode? Pensam que isso é justo?
As vítimas são os cristãos, que, da qui a pouco, vão ser obrigados a fazer "casamentos" de gays em seus templos. Atrevimento para isso o grupo já demonstrou, pois já não respeita a fé de donos de cartório.
Nem o festejado Joaquim Barbosa respeita a fé dos cartorários, que, por ventura, não concordam com esse absurdo.
 
CARLOS OSMAR TRAPP em 16/05/2013 18:11:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions