A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

09/08/2010 14:23

Caso Rogerinho: Sem interrogatório caso para por 4 meses

Redação

O jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, 60 anos, que matou o menino Rogerinho durante uma briga de trânsito em Campo Grande, só será interrogado sobre o crime em outubro, na comarca de Praia Grande (SP).

Por causa da demora no interrogatório, o processo deverá ficar parado por 4 meses. A última audiência foi realizada em maio e, deste então, está sendo aguardado o interrogatório do réu, que depois do crime passou a morar na cidade litorânea de São Paulo.

A expedição da carta precatória, recurso utilizado para que testemunhas e réus sejam ouvidos em outros Estados, foi determinada pelo juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Carlos Alberto Garcete, em 21 de junho. O documento foi expedido, de fato, em seis de julho e só foi distribuído pela à comarca de Praia Grande no dia 26 de julho.

Conforme o Tribunal de Justiça de São Paulo, o depoimento do jornalista foi marcado para 18 de outubro.

Manobra - Para o advogado Ricardo Trad, que atua como assistente da acusação, a ida de Agnaldo para São Paulo foi uma tentantiva "desesperada" de retardar o andamento do processo contra Agnaldo.

"A carta precatória dificulta o andamento do processo, tira a celeridade", afirma.

Ele enfatiza que já foram ouvidas as testemunhas de defesa e acusação, mas, agora, o caso só prossegue após Agnaldo ser ouvido. Com o interrogatório do réu, o processo entra na fase de alegações finais e, em seguida, o juiz decide se o réu vai a júri popular. "Depois do interrogatório, a celeridade será restabelecida", acredita Trad.

O crime- A briga de trânsito que resultou na morte de Rogério Pedra Neto, de 2 anos, ocorreu na manhã o dia 18 de novembro do ano passado.

Durante a discussão com o tio do menino, Aldemir Pedra Neto, o jornalista efetuou quatro disparos, atingindo João Alfredo Pedra (avô de Rogerinho) e o menino, que foi baleado no pescoço, não resistiu ao ferimento. A família estava em uma caminhonete L-200 e o jornalista em um Fox.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions