A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/10/2009 16:05

Casos de dengue aumentaram 3 vezes em MS

Redação

O número de casos de dengue cresceu 3 vezes em Mato Grosso do Sul nas 30 primeiras semanas de 2009 em relação ao mesmo período de 2008, passando de 4.065 no ano passado a 12.441 neste. Esse aumento consta no balanço parcial do Ministério da Saúde, divulgado nesta quinta-feira.

Por causa desse aumento de casos, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, virá a Mato Grosso do Sul e a nove estados nas próximas semanas. A série de visitas começa na quarta-feira da semana que vem, em Pernambuco.

O objetivo é mobilizar a população e os governos locais. Com exceção do Ceará, os demais estados que serão visitados são considerados de risco para a dengue. São eles: Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Amazonas e Rio de Janeiro.

Essas Unidades da Federação estão na contramão do balanço nacional que mostra queda de 46,3% de casos de dengue no Brasil, passando de 758.051 pessoas com a doença para 406.883 em 2009.

Hoje foi o lançamento da Campanha Nacional de Combate à Dengue 2009/2010. Com o mote "Brasil Unido contra a Dengue", a iniciativa dá continuidade às ações de prevenção e enfrentamento da doença realizadas no país, desde o ano passado.

Serão veiculados quatro filmes de TV e cinco spots para incentivar a mobilização social, o combate aos criadouros do mosquito Aedes aegypti e os sintomas da doença.

Além disso, estão mantidos os recursos investidos nas ações de 2008/2009, incluindo a incorporação de R$ 128 milhões ao Teto Financeiro de Vigilância em Saúde - um conjunto de recursos enviado pelo Ministério da Saúde para estados e municípios atuarem no controle de diversas doenças, como dengue, hanseníase e malária. Para 2009, o Teto Financeiro para todo o país será de R$ 1,02 bilhão.

Temporão afirma que o período eleitoral no fim do ano passado pode ter levado prefeituras a baixarem a guarda, especialmente quando o prefeito foi reeleito. Ele afirmou ainda que os governos dos Estados onde houve aumento de casos também são responsáveis, pois cabe a eles articular o combate à doença. "Nada acontece por acaso". disse.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions