A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/07/2012 16:40

CNJ acata pedido e dá mais 10 dias para TJ divulgar salários

Nicholas Vasconcelos, com informações da Agência Brasil

Tribunais de Goiás, Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais também tiveram o prazo estendido

O presidente do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), ministro Carlos Ayres Britto, estendeu o prazo para que o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) torne públicos os salários de magistrados e servidores. O TJMS alegou problemas técnicos para divulgar as informações dentro do prazo que venceu nesta sexta-feira (20).

A pedido dos tribunais, Ayres Britto concedeu mais 30 dias para o TJ de Goiás e Santa Catarina e 20 dias para o do Paraná. O tribunal de Minas Gerais já havia conseguido 15 dias de prorrogação.

Na quinta-feira (19), o próprio CNJ disponibilizou em seu site na internet a relação nominal e os salários de todos seus servidores, exceção aos que estão requisitados por outros órgãos. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) passou a divulgar as informações desde sexta-feira (20).

Uma liminar judicial chegou a impedir a divulgação individual dos salários dos servidores públicos federais, mas foi suspensa no último dia 10 também por decisão do ministro Ayres Britto, que entendeu que as liminares feriam os princípios constitucionais do acesso à informação e da publicidade dos atos da administração pública.

As informações disponibilizadas na área Transparência do site do CNJ seguem o modelo que deve ser adotado por todos os tribunais do país. São informados

o nome dos servidores, o cargo que ocupam, a unidade em que estão lotados, os valores recebidos no mês.

Também são detalhadas as vantagens, como adicional por tempo de serviço, quintos, décimos; os subsídios, as indenizações ,auxílios alimentação, pré-escolar, saúde, moradia, natalidade; e as diárias recebidas, bem como os descontos realizados na folha de pagamento.

No fim do prazo, Tribunal de Justiça pede 10 dias para divulgar salários
O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul pediu ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) prazo de 10 dias para cumprir a determinação de publicar os s...
Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


Um absurdo a divulgação individual dos salários com os nomes. Isso não mostra transparência alguma, apenas curiosidade das pessoas. Não tem tribunal de contas, receita federal pra fiscalizar as contas e ganhos? Claro que qualquer leigo vai achar que os salários são altos em relação ao salário mínimo. O problema é que o salário mínimo é que é uma vergonha. Isso fere a privacidade e segurança.
 
Rafael Santos em 21/07/2012 09:55:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions