A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

27/09/2015 11:49

Coleta itinerante recebe 500 embalagens de defensivos agrícolas para reciclagem

Flávia Lima
Coleta itinerante recebe 500 embalagens de defensivos agrícolas para reciclagem

Parceria entre o Programa Mais Inovação, do Senar/MS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e do Sindicato Rural de Santa Rita do Pardo possibilitou o recolhimento de pelo menos 500 embalagens de defensivos agrícolas no município.

A Lei Federal 9974/2000 orienta os proprietários de empresas rurais que encaminhem as embalagens vazias para devolução em centros de recolhimentos licenciados pela Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal). Com apoio da unidade do Inpev em Campo Grande foi possível realizar um trabalho itinerante de coleta, no qual foram recebidos os vasilhames e encaminhados para reciclagem e incineração.

De acordo com dados do Inpev (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias), o Brasil é referência mundial, recolhendo 95% das embalagens plásticas primárias. Em Mato Grosso do Sul, foram recolhidos no ano passado quase 38 mil toneladas.

O presidente do sindicato rural de Santa Rita do Pardo, Florindo Cavalli Neto, acredita que a ação promovida pela primeira vez no município foi positiva e esclareceu dúvidas dos produtores rurais. “Fizemos uma mobilização intensa e o resultado foi acima do esperado, tanto no número de vasilhames quanto na preocupação dos produtores em proteger os funcionários e o meio ambiente”, comentou.

O supervisor do Inpev, Edson Gomes de Almeida, ficou responsável pelo recebimento e emissão de recibo aos produtores que participaram da ação. Ele diz que são realizadas coletas itinerantes com frequência para atender os municípios distantes das 13 centrais espalhadas no Estado.

“Quando recebemos os frascos solicitamos a nota fiscal de compra para conferência, pois, no momento da aquisição do produto a revenda informa automaticamente à Iagro quantidade e a data. O prazo previsto na legislação é de um ano para entrega, a partir da utilização do conteúdo, sob pena de multa”, detalhou.

As próximas coletas itinerantes estão marcadas para acontecer em Ivinhema e Bataguassu e receberão embalagens utilizadas em atividades pecuárias, agrícolas, hortifrutigranjeiras e de usinas. O material coletado é encaminhado para Campo Grande onde é separado, prensado e enviado para Cuiabá para reciclagem.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions