A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

02/09/2017 15:37

Com déficit de 42%, MPE vai apurar baixo efetivo da PM no Estado

Visitas em batalhões das quatro maiores cidade apontam deficiência no número de policiais

Aline dos Santos
Grupo do MPE de controle externo da atividade policial abriu inquérito sobre efetivo da PM. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)Grupo do MPE de controle externo da atividade policial abriu inquérito sobre efetivo da PM. (Foto: Alcides Neto/Arquivo)

O MPE (Ministério Público Estadual) vai apurar o baixo efetivo da Polícia Militar em Mato Grosso do Sul. De acordo com o inquérito 06/2017, a Lei Complementar 203, de 5 de outubro de 2015, previa efetivo de 9.458 integrantes em 2017, mas, atualmente, são menos de 5.500 policiais. Portanto, déficit de 41,8%.

O inquérito, cujo extrato está publicado na edição de segunda-feira do Diário Oficial da instituição (já disponível na internet), foi aberto pela promotora Luciana Moreira Schenk, do Gacep (Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial). Os requeridos são o governo do Estado e a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública).

Ainda conforme o documento, visitas técnicas a batalhões, companhias e esquadrão independentes em Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Corumbá, as quatro cidades mais populosas do Estado, verificou deficiência de efetivo de aproximadamente 42%.

O Ministério Público lembra que falta de policiamento nas ruas aumenta os índices de criminalidade e que o Estado é corredor para o tráfico de drogas e armas. Mato Grosso do Sul faz fronteira com Paraguai e Bolívia. A reportagem não conseguiu contato com o titular da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), José Carlos Barbosa.

PMs param em protesto nesta 6ª feira e secretário pede “bom senso”
Com a última paralisação realizada em 2013, policiais militares e bombeiros de Mato Grosso do Sul protestam hoje (dia primeiro) por reajuste salarial...
Planos de saúde populares podem estar disponíveis ainda este ano
Planos de saúde populares podem começar a ser vendidos ainda este ano, anunciou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. O início da comercialização depe...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions