A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

11/01/2016 14:30

Com despesas de R$ 50 mil, mãe de irmãs mortas pede doações

Filipe Prado
Maria durante o embarque para São Paulo (Foto: Direto das Ruas)Maria durante o embarque para São Paulo (Foto: Direto das Ruas)

A família das irmãs Michelle e Akemi Maruyama, encontradas mortas no Japão no dia 29 de dezembro do ano passado, pede doações para custear as despesas adquiridas durante a viagem para o país. De acordo com o cálculo de amigos, a mãe das vítimas, Maria Aparecida Amarilha Scardin, deve pagar, pelo menos, R$ 50 mil para comprar passagens para as netas, a cremação, entre outras dívidas.

Márcio Oshiro, amigo de Maria, contou que ela está envolvida com a investigação. “Ela chegou no Japão e foi direto para a delegacia, prestar depoimento”. A mãe das irmãs ainda não conseguiu ver as netas, de cinco e sete anos, mas “já está quase”.

Somente para a cremação das mulheres, Maria terá que gastar em torno de 200 yes, que equivale a cerca de R$ 6,8 mil. “Ela está tentando achar uma mais barata ou até de graça”, comentou Marcio. “Eles estão pedindo doações e fazendo rifas no Japão”, completou o amigo.

“Ela vai ter que pagar tudo em dobro. Duas cremações, duas urnas”, lembrou a amiga Maria Valentina Ricarte de Oliveira, 53. Para pagar todos as despesas, incluindo atestados de óbito, passagens das netas, além de dívidas que as filhas haviam se comprometido a pagar, Maria deve desembolsar R$ 50 mil.

Um comunicado enviado pela família de Akemi e Michelle, agrade o apoio recebido, porém pede a colaborações para o custeio das dívidas. “As meninas enviavam dinheiro para Maria, mesmo ela fazendo faxinas, ela só consegue pagar despesas pessoais. Por isso a ajuda é necessária, porque ela está sem as filhas, sem dinheiro e com duas netas para cuidar”, explicou Maria Valentina. Maria marcar as passagens de volta ao Brasil na sexta-feira (15)

Para ajudar Maria, uma conta foi criada no banco japonês Hekishin. Para ajudar, o número da conta disponível é 6077366, agência 013, nome マルヤマ アケミ  マルヤマ ミシエレ エンジョキン.

Crime - Os corpos foram encontrados depois que bombeiros foram acionados para conter um incêndio no apartamento onde elas estavam. O principal suspeito é o marido de Akemi, o peruano Tony La Rosa, que está preso.

Akemi vivia no local com os duas filhas dela, que estão sob proteção da polícia. Elas moravam há 12 anos no distrito Ippongi-choum, na cidade de Handa, no Japão.

A polícia acredita que o incêndio foi causado por gasolina, espalhada propositalmente no local após as duas mulheres serem mortas. Um galão de 5 litros de gasolina foi encontrado sobre a pia da cozinha.

Akemi e Michelle serão cremadas, segundo a mãe, e somente as urnas com as cinzas serão trazidas para o Brasil.

Mãe de brasileiras já está no Japão em busca das netas, dizem amigos
Maria Aparecida Amarilha Scardin, mãe de Akemi e Michelle Maruyama, encontradas mortas no Japão no dia 29 de dezembro do ano passado, já está no país...
Mãe de irmãs mortas no Japão embarca para SP em busca de visto
Maria Aparecida Amarilha Scardin, mãe de Akemi e Michelle Maruyama, encontradas mortas no Japão no dia 29 de dezembro do ano passado, vai embarcar pa...
Documentação emperra e avó deve buscar netas semana que vem
A viagem que seria no domingo (10) ficou mesmo só para a semana que vem. Maria Aparecida Amarilha Scardin deve embarcar para Japão, para buscar os co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions