A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

28/05/2018 09:36

Com gasolina nas bombas, alguns postos ainda limitam venda

Algumas unidades ainda esperam abastecimento. As filas estão pequenas e rápidas

Leonardo Rocha e Bruna Kaspary
Posto Kátia Locatelli da avenida Tamandaré (Foto: Saul Schramm)Posto Kátia Locatelli da avenida Tamandaré (Foto: Saul Schramm)

Campo Grande tem postos de combustível com restrição e outros com venda livre de gasolina nesta segunda-feira (28), assim como alguns que ainda não foram reabastecidos. As filas estão bem menores do que nos dias anteriores, em muitos locais com atendimento normal. O preço em média está em R$ 4,29, com estoque de no máximo 5 mil litros.

A equipe de reportagem do Campo Grande News percorreu alguns postos neste começo da manhã. O primeiro na Avenida Euller de Azevedo tinha o preço a R$ 4,39, com abastecimento normal, sem restrições, tendo um estoque de cinco mil litros. O local recebeu combustível ontem (27) a tarde, mas não tem previsão de quando será a próxima remessa.

No posto São Cristóvão ainda na Euller de Azevedo a situação já é diferente, pois o local só tem álcool neste momento e ainda não recebeu o carregamento de gasolina. O preço do etanol está em R$ 3,19 e segundo o gerente da empresa, Edivaldo de Almeida, não existe previsão de quando a situação será normalizada.

Já no posto Kátia Locatelli, na Avenida Tamandaré, o reabastecimento ocorreu nesta manhã, com a chegada de cinco mil litros, enquanto que a capacidades dos tanques no local poderia chegar a 25 mil (litros). A restrição imposta pela gerência é que cada motorista pode abastecer no máximo R$ 100,00, com o preço de R$ 4,29.

Situação diferente do posto Taurus, da rua 14 de Julho, onde o gerente do local, José Márcio Montenegro, ainda espera a chegada da gasolina, já que o local está sem estoque desde quarta-feira (23) e não há previsão para o reabastecimento. “Estamos liberando os funcionários, até que a situação fique normal”.

Para os motoristas que quiserem “encher o tanque”, o posto Kátia Locatelli que fica entre as avenidas Salgado Filho e Elias Zarahn, está sem restrições, o local foi reabastecido pro volta da meia-noite. A fila está pequena e o preço (gasolina) também é de R$ 4,29. Não está sendo permitido adquirir combustível por meio de galão.

Carros oficiais – No posto Taurus da Avenida Costa e Silva a prioridade para o abastecimento está sendo para os carros oficiais, que segundo a gerência podem entrar na frente dos demais. O local está com restrição de R$ 100,00 por motorista e que só é permitido “completar tanque” os veículos do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Civil, assim como as ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Previsão – A direção do Sinpetro-MS (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul) informou que ainda não tem um balanço atualizado sobre a situação dos postos de combustível, mas deve divulgar em breve.

O diretor-executivo da entidade, Edson Lazaroto, tinha informado ontem (27) ao Campo Grande News que a previsão é que os estoques dos postos devem se normalizar em até cinco dias. Os abastecimentos começaram no final da tarde de ontem (27), sob escolta da Polícia Militar e Forças Armadas.

Posto Taurus da Avenida Costa e Silva está dando prioridade para carros oficiais (Foto: Saul Schramm)Posto Taurus da Avenida Costa e Silva está dando prioridade para carros oficiais (Foto: Saul Schramm)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions