A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/12/2014 16:29

Com "pacote de bondades" de André, 32 mil servidores têm reajuste extra

Edivaldo Bitencourt
Policiais militares vão ter reajuste de 18% neste mês (Foto: Marcos Ermínio)Policiais militares vão ter reajuste de 18% neste mês (Foto: Marcos Ermínio)

Com o "pacote de bondades" do governador André Puccinelli (PMDB), aprovado no ano passado, cerca de 30 mil servidores estaduais de três categorias terão reajuste “extra” a partir deste mês. O percentual pode chegar a 25% no início de 2015. Os primeiros beneficiados são os policiais militares, que terão os salários corrigidos em 18% em dezembro, e os administrativos da educação, aumento de 11%.

As duas categorias já tiveram reajuste em maio deste ano, data base do funcionalismo público estadual. Os cerca de 6 mil policiais militares vão contabilizar aumento nos salários de 43% em 17 meses, segundo estimativa do presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM e Bombeiros, Edmar Soares da Silva.

O menor salário na PM, pago ao soldado no início da carreira, passará a ser de R$ 3.055,49. O maior vencimento inicial será pago a um coronel, no valor de R$ 25.162,21 a partir deste mês. O reajuste está previsto na Lei Estadual 4.351, de 27 de maio de 2013.

Os militares não prometem dar trégua ao novo governador, Reinaldo Azambuja (PSDB). Segundo Soares, eles vão reivindicar novo reajuste em maio e a meta é reduzir a disparidade entre os maiores e os menores salários.

Governador firmou acordo que vai contemplar três categorias (Foto: Marcelo Calazans)Governador firmou acordo que vai contemplar três categorias (Foto: Marcelo Calazans)

Outra categoria com reajuste de 11% a partir deste mês são os 6,6 mil servidores administrativos da Secretaria Estadual de Educação. De acordo com o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS), Roberto Magno Botareli, a categoria já teve correção de 7% em maio.

Os administrativos ainda terão elevado em 100% o valor de uma gratificação, a paga aos capacitados pelo Pró-Funcionário. Cerca de 2,4 mil servidores têm o curso e vão passar a receber um adicional de 10%, o dobro do percentual pago atualmente de 5%.

E por último, os 20 mil professores da rede estadual terão os salários corrigidos em janeiro, conforme a Lei Estadual 4.464, de dezembro de 2013. No entanto, o percentual da correção ainda depende do novo piso nacional do magistério, que deverá ser anunciado neste mês pelo Ministério da Educação.

Botareli explicou que a entidade prevê que a correção dos vencimentos deverá oscilar entre 15% e 25%. Pelo acordo firmado com Puccinelli, o salário do docente sul-mato-grossense passará a equivaler ao piso nacional para jornada de 20 horas.

Atualmente, o valor é de R$ 1.182,07. A expectativa é que o reajuste de janeiro reponha um quarto da diferença, o que hoje, sem considerar a correção no piso nacional, seria de 10%.

Governador descarta emendas em projeto de reajuste dos servidores
Apesar de não haver acordo sobre seis pontos do projeto que trata do plano de cargos e carreiras, reajustes e adequações nas categorias dos servidore...
Reajuste dos servidores do Estado varia de 5% a 11,7%
Os 16 projetos de reajuste do funcionalismo público estadual começaram a tramitar hoje na Assembléia Legislativa. O aumento salarial dos servidores v...
Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...


Nunca vi um Coronel em uma viatura da PM como se vê no Rio de Janeiro e São Paulo.
 
TOYOSHI SATO em 02/12/2014 19:06:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions