A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 07 de Dezembro de 2019

08/01/2019 13:13

Comandante do DOF será novo superintendente de segurança pública

Trabalho da corporação de fronteira já foi elogiado pelo presidente Jair Bolsonaro, que busca implementar a mesma estrutura em outros estados

Izabela Sanchez
Atual diretor do DOF, Coronel Kleber Haddad Lane será o novo superintendente de segurança pública (Foto: Divulgação)Atual diretor do DOF, Coronel Kleber Haddad Lane será o novo superintendente de segurança pública (Foto: Divulgação)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o titular da Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) Antônio Carlos Videira reuniram-se, na manhã desta terça-feira (8), na governadoria, onde apresentaram mudanças nas estruturas de segurança pública do estado. Uma das mudanças ocorre no DOF (Departamento de Operações de Fronteira).

O atual diretor da corporação, Coronel Kleber Haddad Lane será o novo superintendente de segurança pública. Segundo Videira, o diretor do DOF será o antigo comandante do batalhão de Choque da Polícia Militar, Coronel Marcus Paulo, que também já integrou o batalhão de fronteira.

A DOF é uma das apostas do governo do estado na interlocução com o governo federal. A corporação já foi elogiada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que conheceu o Departamento quando ainda era deputado federal e estuda implantar a estrutura em outros estados brasileiros. A questão fronteiriça será o tema principal de reunião entre o governador e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), no dia 24 de janeiro.

“O Coronel Haddad, que é o atual diretor do DOF, será o superintendente de segurança pública, terá responsabilidade de coordenar não só os trabalhos do DOF e da segurança pública”, comentou o titular da Sejusp.

Articulador em Brasília – O atual secretário-adjunto, Coronel Esli Ricardo de Lima atuará em Brasília como “interlocutor” junto ao Ministério de Justiça, conforme anunciou Videira. Ex-diretor da DOF, o Coronel Ary Carlos Barbosa será o novo secretário-adjunto de segurança pública.

Além de mudanças no comando, o governador declarou que haverá alterações nos comandos de delegacias e na estrutura da PM. Além de um projeto de lei que pretende proporcionar “hora extra” para policiais militares, Azambuja quer aumentar a chamada de policiais da reserva.

“Os comandos terão algumas mudanças, delegacias regionais, muito franqueado ao secretário e aos comandantes a autonomia de escolha. Qual a mensagem? Que escolha policiais operacionais, que realmente estão na ponta junto com a tropa enfrentando a criminalidade. Que dê oportunidade aos mais novos para ascensão na carreira, que possam ocupar pastas no comando”, comentou.

Segundo o governador, outra mensagem deixada pela reunião “é mais presença da polícia na rua”. “Apoio total aos bons policiais para enfrentar o crime organizado. Polícia é polícia, bandido é bandido”, afirmou.

Parte do projeto de reordenação dos prédios estaduais e economia de recursos – a exemplo das escolas que foram fechadas no estado – Reinaldo também afirmou que poderá “organizar, no mesmo prédio público” polícia civil e militar. “Porque tem a mesma equipe de limpeza, de segurança, você diminui o custo administrativo do governo”, comentou.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions