A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

10/11/2008 14:32

Comissão tenta prorrogar prazo de sem-terra no Incra

Redação

Comissão formada pelos deputados estaduais Amarildo Cruz e Pedro Kemp, pelo deputado federal Vander Loubet (todos do PT) e pelo ouvidor do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), Júlio César Trajano, está, neste momento, na Justiça Federal, tentando prorrogar o prazo de permanência do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra) na sede do órgão.

O MST ocupou o prédio do Incra no começo da semana passada, na tentativa de cobrar do superintendente regional do órgão, Flodoaldo Alves, posicionamento sobre algumas reivindicações do movimento.

O Incra garantiu na Justiça a reintegração de posse. Pelo documento, os sem-terra deveriam desocupar a sede do órgão no último sábado, até às 15h. Oficial de Justiça solicitou que a Polícia Federal fosse até o local, mas devido à Operação Vulcano, houve falta de efetivo para a ação.

Os sem-terra desejam permanecer na sede do Incra até pelo menos quarta-feira. Ontem, eles tentaram negociar a desocupação, mas o superintendente do órgão não ofereceu estrutura de transporte para a saída do grupo.

Eles informaram hoje à reportagem do Campo Grande News que pelo menos 1000 pessoas estão instaladas na sede do Incra.

Integrante da direção estadual do MST, Maria de Fátima Vieira informou que, se a Polícia Federal não "entrar", eles não deixarão a sede do Incra. Entretanto, não vão partir para o confronto corporal, devido à presença de mulheres e crianças no local.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions