A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

19/04/2010 10:59

Condenado por crime sexual trabalha como agente de saúde

Redação

Agente de saúde condenado por crime sexual faz visitas domiciliares a moradores da região do Bairro Caiçara, onde é lotado como servidor municipal. Ele está em regime semiaberto.

Denúncia encaminhada à ouvidoria da Secretaria de Saúde indicava que uma pessoa que cumpria pena pelo crime atuava na unidade. A reportagem do Campo Grande News ligou esta manhã para o posto de saúde e tentou conversar com o agente de saúde, que estava em serviço externo, conforme a atendente.

O servidor foi condenado a cumprir seis anos de reclusão em regime semiaberto pelos crimes previstos nos artigos 214 e 224, que são anteriores à mudança na lei de estupro.

Depois de questionada pelo Campo Grande News, a Sesau garantiu que o servidor será afastado ainda hoje deste trabalho.

Segundo a defesa do agente de saúde, que atua no caso desde a execução da pena, o objetivo da pena é a ressocialização do condenado.

Ainda conforme a defesa, a Justiça liberou a saída do detento para o trabalho. Ele dorme do presídio e, segundo a defesa, atende a todas as determinações judiciais.

O condenado atualmente tem esposa e filhos. Detalhes referentes ao crime praticado não podem ser divulgados porque processos de crimes sexuais correm em segredo de justiça.

Afastado - Questionado acerca do caso, secretário de saúde, Leandro Mazina, pediu um tempo para apurar o que ocorreu, quando retornou a ligação, explicou que na sexta-feira passada a ouvidoria recebeu a denúncia.

O setor de RH (Recursos Humanos) foi acionado e decidiu que, enquanto o parecer jurídico em relação à situação do agente de saúde não seja dado, ele será afastados das funções externas.

O agente será remanejado para a área administrativa.

Leandro ressalta que o servidor já trabalhava quando foi condenado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions