A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018

26/10/2010 10:14

Condenado por roubo tenta anular no STF bloqueio de bens

Redação

O STF (Supremo Tribunal Federal) está avaliando o pedido de habeas corpus de Edison Álvares da Silva contra decisão da 3ª Vara Federal de Campo Grande que ordenou o sequestro de todos os seus bens móveis, imóveis e veículos para que sejam levados a leilão.

O sequestro foi a pedido da Justiça do Paraguai, que condenou Edison por roubo qualificado, quadrilha armada e lavagem de dinheiro cometidos naquele País. Ele está foragido e teria bens em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a Justiça paraguaia, o brasileiro tem em seu nome bens adquiridos com o resultado de um roubo de U$ 11 milhões.

O crime ocorreu em agosto de 2000 no Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, na cidade paraguaia de Luque. Um grupo armado entrou na área de carga e retirou, mediante ameaças, cinco sacolas que eram transportadas para um avião da TAM pela empresa Prosegur, de transporte de valores.

Os US$ 11 milhões eram provenientes de vários estabelecimentos bancários de Assunção, capital do Paraguai, e seriam transportados para o HSBC de Nova York, Estados Unidos.

Foragido do Paraguai, Edison foi condenado à revelia e teve sua captura solicitada à Interpol. Segundo o Ministério Público paraguaio, ele teria adquirido imóveis, automóveis e motocicletas com o dinheiro obtido no roubo.

Diante dos indícios de que Edison se encontra no Brasil

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions