A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

07/03/2008 10:33

Criança queimada pela mãe em Jateí nasceu viva

Redação

Laudo necroscópico aponta que o bebê que foi queimado pela própria mãe em Jateí, a 270 quilômetros de Campo Grande, nasceu com vida. A mãe da criança, Valdenice da Silva, de 18 anos, disse à polícia que achou que a criança havia nascido morta. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Em seu relato, a adolescente disse à polícia que achou que a criança estava morta e por isso a enrolou em um lençol e a colocou em um buraco no chão nos fundos de sua casa, que funciona como lixeira. Em seguida ela ateou fogo, com a ajuda do pai, que não sabia da presença do bebê. .A suspeita é que a jovem, que escondeu a gravidez dos pais, possa ter ateado fogo à criança para destruir as provas da gestação. Por volta de 18 horas desta quinta-feira, policiais e peritos foram até a fazenda Comendador Gentil Geraldo, onde ocorreu o crime, e encontraram a criança.

O bebê estava bem formado e com sinais de queimadura no corpo. A polícia quer descobrir agora se o menino estava vivo quando a mãe ateou fogo nele ou se ela pode ter matado o recém-nascido antes. A princípio não há sinais de que a criança tenha morrido antes, mas a falta de choro no nascimento gerou estranhamento. Valdenice está internada no hospital da cidade e será autuada em flagrante por infanticídio e destruição de cadáver. Os pais dela, que trabalham na fazenda, teriam colaborado o tempo todo com as investigações.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions