A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

07/03/2013 11:39

Desembargadores de MS concorrem à vaga de ministro do STJ

Aline dos Santos

Dos 54 concorrentes a vaga de ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça), dois são de Mato Grosso do Sul. Estão na disputa os desembargadores Dorival Renato Pavan e Marco André Nogueira Hanson. Na próxima quarta-feira, o Pleno STJ se reunirá para a eleição de lista tríplice de desembargadores dos Tribunais de Justiça. A vaga foi aberta com a aposentadoria do ministro Massami Uyeda.

A indicação do novo ministro cabe à presidenta Dilma Rousseff. Para ser efetivado no cargo, o indicado precisa da aprovação do Senado. Conforme a Constituição Federal, os ministros do STJ serão nomeados pelo presidente da República, dentre brasileiros com mais de 35 e menos 65 anos, de notável saber jurídico e reputação ilibada, depois de aprovada a escolha pela maioria absoluta do Senado Federal.

Natural de Mandaguari (PR), Dorival Renato Pavan ingressou na magistratura em maio de 1985, na comarca de Coxim. Ele atuou em Ribas do Rio Pardo, Corumbá e Campo Grande. Em julho de 2008, foi promovido ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça.

O campo-grandense Marco André Nogueira Hanson iniciou carreira na magistratura em 1986, como juiz substituto em Dourados. O magistrado atuou em São Gabriel do Oeste, Naviraí, Coxim e Campo Grande.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions