ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  18    CAMPO GRANDE 16º

Cidades

Detentos já trabalham para ativar presídio semiaberto

Por Redação | 04/05/2010 08:55

Dez detentos da CPA (Colônia Penal Agrícola) já trabalham no presídio semiaberto, localizado na estrada Gameleira, na saída para Sidrolândia.

Eles acertam os últimos detalhes para a inauguração da unidade, que será dia 10 de maio.

A ativação deve ocorrer na sequência, segundo o secretário de Estado de Justiça e Segurança, Wantuir Jacini.

O presídio tem capacidade para abrigar mil homens, que poderão trabalhar também na unidade.

No local, os internos já desenvolvem o plantio de banana, cana-de-açúcar e mandioca.

Pelo menos 20 hectares estão plantados e no local também serão desenvolvidas outras atividades.

A unidade comporta dois barracões com 1,2 mil metros quadrados cada, destinados ao desenvolvimento de projetos de cursos de qualificação.

O novo semiaberto conta com mais de seis mil metros quadrados de área construída e está localizado numa área de 50 hectares.

Foram construídas 120 celas, das quais 40 são individuais.

Eles serão separados de acordo com o grau de periculosidade.

Em entrevista concedida esta manhã, após solenidade no Palácio Tiradentes, o secretário detalhou como será o remanejamentos entre detentos.

Os presos de Dois Irmãos do Buriti virão para Campo Grande e a unidade será transformada em presídio para homens que cumprem pena em regime fechado.

Para Dois Irmãos do Buriti, serão enviados presos do complexo penitenciário da Capital.

O diretor da Colônia Penal Agrícola, Edis Vilas Boas, será nomeado diretor da nova unidade quando ocorrer a inauguração, conforme o secretário.

No entanto, ele não revelou quem será indicado ao cargo de diretor da Colônia.

Nos siga no Google Notícias