A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/01/2014 10:38

Digital leva polícia a prender quadrilha que roubou casa de delegada

Edivaldo Bitencourt e Graziela Rezende
Jovens envolvidos em roubo foram apresentados na manhã desta quinta-feira (Foto: Graziela Rezende)Jovens envolvidos em roubo foram apresentados na manhã desta quinta-feira (Foto: Graziela Rezende)

A digital de um dos quatro assaltantes levou a Polícia Civil a prender os acusados de roubar a casa de uma delegada no Bairro Carandá Bosque, em Campo Grande, no dia 11 de dezembro do ano passado. Três suspeitos foram presos e o quarto envolvido está foragido.

Conforme o delegado Fabiano Nagata, da Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos), o grupo foi descoberto a partir da prisão de Walter Bergson Rabelo Júnior, o Frutinha, 19 anos. Ele foi identificado a partir das digitais descobertas pela perícia na residência da delegada Daniela Kades, 31.

Frutinha foi preso na semana passada no Conjunto Novos Estados, na saída para Cuiabá. Em seguida, os policiais identificaram os demais envolvidos no assalto. Marlon Alves Cocheve, 20, foi preso na Vila Neuza, enquanto Lucas Otávio Alves Correia, 20, foi detido em uma loja onde trabalhava como vendedor no Centro da Capital.

O quarto envolvido, Ewerton Araújo Roque, o Vampirinho, 18, está foragido. Eles foram indiciados por roubo. Segundo o delegado, ainda não existem indícios para incriminá-los por formação de quadrilha.

Bebidas e drogas – Os quatro são amigos na Vila Margarida e costumavam roubar para manter a compra de bebidas alcoólicas e drogas, de acordo com a Polícia. No dia do crime, eles saíram aleatoriamente para roubar uma residência, quando viram a delegada abrindo o portão eletrônico da casa.

Em duas motocicletas, pilotadas por Frutinha e Lucas, Vampirinho e Marlon estavam armados, respectivamente, com um revólver 38 e outro de calibre 32. Eles abordaram a família e roubaram jóias, dois celulares, dinheiro e a pistola .40 da delegada.

Após descobrir que a vítima era delegada, eles abandonaram os dois aparelhos de telefone celular porque temiam ser rastreados.

As jóias foram encontradas na casa de Lucas. A pistola estava com Walter e também foi devolvida para a delegada.

Histórico – Os quatro tem antecedentes criminais. Marlon já tem passagens por furto, roubo e tráfico. Lucas tem antecedentes por roubo e constrangimento ilegal. Frutinha respondeu por furto, roubo, tráfico de drogas, evasão e tentativa de homicídio.

Único foragido, Vampirinho já foi autuado por roubo, ameaça, porte ilegal de arma, lesão corporal, tráfico de drogas e evasão.

Trio que assaltou delegada não sabia que vítima era policial civil
O trio que rendeu e roubou a delegada Daniela Kades, 31 anos, na noite de ontem (11), no bairro Carandá Bosque, em Campo Grande, provavelmente não sa...
Assaltantes renderam delegada e família para roubar arma e dinheiro
Três assaltantes renderam a delegada da Polícia Civil Daniela Kades, 31 anos, e a família durante um roubo, às 22h de ontem (11), no Bairro Carandá B...
Ao chegar em casa, delegada de Polícia é assaltada por homens armados
Uma delegada de Polícia Civil, antiga plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, foi assaltada por três homens armado...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...


Parabéns a este trabalho excelente...porem pena que não se estenda ao cidadões em geral. Pois tive minha loja roubada...fizeram um limpa. Fiz o BO, mais NUNCA, obtive nem pericia, nem resposta nenhuma sobre este roubo. o pior é que estive na delegacia e disseram que todos sabem que são os ladroes da região mais não poderiam fazer nada. Estudem e seja importantes ou ferrem-se com nós........
 
Marcia M. da Silva em 10/01/2014 19:19:19
Admirável o empenho da Polícia Civil quando se trata de autoridades, observo uma afronta absurda ao Art. 5° Inciso I da Constituição Federal. Tive recentemente o dissabor de necessitar da Polícia Civil em virtude de Furto Qualificado em minha obra. O tratamento no DEPAC totalmente indigno, a perícia quando esteve na obra limitou-se a bater algumas fotos.
Também como canta Belchior "eu sou apenas um rapaz latino americano sem dinheiro no banco, sem amigos importantes, e que vem do interior"... Infelizmente não tenho sobrenome das oligarquias predominantes que dominam este "esta democrático de direito" provinciano intitulado Mato Grosso do Sul. Muito menos tenho amigos importante...
Sinto vergonha desta Polícia Civil que trata os cidadãos com desigualdade, afronta ao Art 5° da CF Inciso I. Quando da formulação do B.O.(15893/2013) tive que exigir que o Doutor Delegado expedisse solicitação da perícia, pois no entendimento equivocado não havia necessidade, antes não tivesse pedido, embora tenha ocorrido furto qualificado com arrombamento a perícia limitou-se a tirar fotos.
Vergonha por pertencer a um "estado democrático de direito" que não observa o princípio de igualdade amparado na carta magna (Art 5° Inciso I). Oriento aos cidadãos que não tem amigos importantes, que não tem sobrenome importante que quando arrombarem suas casas não percam seu tempo como perdi elaborando Boletim de Ocorrência pois não resultará em nada, pois não haverá empenho para identificação dos autores. Vergonha, indignação...
 
ERICK CAPOBIANCO em 10/01/2014 11:27:53
Isso até me soa irônico... algum tempo atrás botaram fogo na minha casa de madrugada e fiquei esperando a perícia até as duas horas da tarde do dia seguinte, para ouvir o delegado Paulo me dizer que não tinha perito de plantão para aquele tipo de sinistro; porém quando a casa de uma amiga de profissão foi assaltada sem nenhuma vitima fatal, teve perícia, e através das digitais de um dos marginais se desenrolou o crime....hhoooo...esse é nossa Nação justa com todos... Naquele momento, perdi tudo de mais importante que tinha e até hoje não se sabe comprovadamente quem foi os dois marginais que colocaram fogo em minha residência!!! Claro, esqueci, eu não sou delegada...sou uma cidadã que morava em uma área de comodato, as vezes é isso!!!
 
Debora Marinho em 09/01/2014 16:49:15
Vamos ter que ser delegada
 
Ana Carla em 09/01/2014 16:20:33
com certeza isto foi resolvido por se uma casa da delegda

no meu caso no dia 30/12/13 roubaram minha casa levaram uma tv de 50 polegadas

que nem paguei a primeira prestaçao e um not nem pericia nem policia
no nosso caso tudo fica bem mais dificil ser feliz ainda tenho medo da minha casa
me sinto vuneravel meu filhinho de 3 anos tem pesadelos a noite para nos povao so
fica a divivida ladrao permanece na rua
 
sandra regina sampaio nunes em 09/01/2014 14:36:45
Todo cidadão deveria ter esse tipo de atendimento; já fui visitado 4 vezes e nunca foi um perito em minha casa tirar digitais.
 
Luiz Alberto Silveira em 09/01/2014 13:44:53
"A digital de um dos quatro assaltantes levou a Polícia Civil a prender os acusados de roubar a casa de uma delegada...". Minha casa foi arrombada e diversas coisas furtadas. Fui à delegacia (3ªDP) registrei a ocorrência mas nunca recebi a perícia para procurar as digitais do(s) criminoso(s). Lamentavelmente, neste país onde o cidadão honesto tem menos valor que os bandidos, é necessário (na maioria das vezes) ser "autoridade" (político, juíz, promotor, delegado, policial...) para que todas as etapas necessárias para desvendar um crime sejam realizadas. Seja por falta de efetivo ou por falta de recursos materiais, o que vemos é um total desrespeito a nós vítimas!!!
 
Rodrigo Ferreira em 09/01/2014 13:44:09
Parabens, quer dizer que tem como resolver casos de assalto, a vitima só precisa ser da policia ou da politica né?
 
maximiliano nahas em 09/01/2014 12:35:28
roubaram a minha casa quebraram todas as portas guarda roupa armarios procurande cofre reviraram toda a casa meu filho de 15 anos ficou o tempo todo com uma arma na cabeça e depois ficou trancado no banheiro e não apareceu ninguem para colher uma digital só tiraram umas fotos e mais nada
 
valdir miranda em 09/01/2014 12:11:55
Só teve pericia porque é a casa da delegada, não é qualquer roubo que eles enviam pericia.
 
silvana martins em 09/01/2014 12:09:04
Pra gente ver que não existe crime perfeito...
Existem crimes que não são investigados e crimes que "não podem" ser investigados, como é o caso de pessoas que são assassinadas por que sabem de alguma coisa e simplesmente nunca se acha o mandante...
Caso todos os cidadãos tivessem igual tratamento a esse caso no que respeito às investigações ( se problema é falta de estrutura, contingente, o problema não é nosso, cidadãos), certamente muito mais bandidos estariam presos hoje, e não estariam matando, roubando e furtando pessoas de bem...
 
ROGÉRIO BOGADO MEDINA em 09/01/2014 12:03:14
isso e porque era casa da delegada e nos ????
 
eraldo afonso bento em 09/01/2014 12:00:15
Belo trabalho! Parabéns a toda equipe de Peritos Papiloscopistas!!
 
Liene Deboni em 09/01/2014 11:54:03
eu concordo...a perícia é outra, minha casa foi arrombada e fiquei no prejuízo. Mas de qqr forma parabéns pela prisão e vê se segura esses bichos atras das grades dessa vez
 
elio santos em 09/01/2014 11:51:00
Na verdade todo o local de crime pode e deve ser periciado! O que normalmente acontece é que a vítima não aciona a polícia e quando aciona não exige o comparecimento da perícia. é um direito de todo o cidadão e dever do Estado, a vítima tem que exigir a perícia no local, ela pode demorar, mas tem que vir, o que acontece é que tem cidadão preguiçoso que quer tudo na hora, acha que está vivendo em país de primeiro mundo. Existe na capital apenas uma equipe pericial que é considerada uma das melhores do país e tem que se desdobrar para atender acidentes, homicidios...etc... se qualquer cidadão acionar a polícia e precisar de perícia. e exigi-la, ela vem, tem que esperar sim e preservar o local de crime. Sr. Luciano Bandeira vc tem que exigir do politico que vc votou uma policia melhor.
 
Adenilson Lopes em 09/01/2014 11:48:28
Discordo dos comentários anteriores. Direto o próprio CGNews põe matéria sobre prisões feita pela DERF ... são vítima que vão desde um trabalhador braçal a uma delegada
 
José Miranda em 09/01/2014 11:42:23
Esse é o Brasil, Mato Grosso do Sul, Campo Grande....Aonde quem pode mais chora menos...
 
Fernando Carvalho em 09/01/2014 11:36:30
Interessante! O marginal arrombou meu carro, roubou meu som e vários pertences, com certeza deixou várias digitais..., nem a PM apareceu, que dirá um papiloscopista... ou será que a coisa só funciona quando a vítima é um delegado, ou um juíz, ou um político?

 
Luciano Bandeira em 09/01/2014 11:17:46
Todos o indivíduos já tem uma extensa ficha criminal e não chegaram nem aos 30 anosl!
Agora me pergunto... pq esse marginais estão soltos na ruas?!?!
Sera que é pelo nosso código penal ser tão brando que vc mata, rouba, assalta e sequestra cumpre 1/3 de uma pena ridícula e já esta na rua? Se vc for menor, melhor ainda!!!
Parabéns Brasil!
Só mais um detalhe... quantos ladrões são presos em Campo Grande através da coleta de impressões digitais na cena do crime???
Assaltaram uma delegada.. A conversa é diferente!
 
Paulo Ovando em 09/01/2014 11:12:32
Quando se rouba delegada a perícia é outra....
 
Carlos Magno em 09/01/2014 11:06:24
Neste caso a policia trabalhou bem, mas só por causa da delegada. Se é uma pessoa ''comum'' ele nem colhem as impressões digitais...
 
Adair Ribeiro Costa em 09/01/2014 10:58:46
Parabéns para toda equipe policial, resta saber se irão preso e por quanto tempo.
 
santos filho em 09/01/2014 10:48:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions