A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

09/02/2010 18:32

Dono de fábrica indiciado alega que gatos comiam ratos

Redação

O dono da fábrica de temperos que funcionava em uma residência no Jardim das Perdizes, em Campo Grande, foi indiciado nesta tarde pelo crime de violação contra as relações do consumo, após seu estabelecimento ser flagrado em condições mínimas de higiene, com ratos e baratas no meio dos produtos.

Em depoimento prestado nesta tarde, ele alegou que tinha gatos para comerem os ratos e insetos. Pelo menos dois felinos ficavam por cima dos sacos de produtos.

Mas, aparentemente não conseguiram conter a "demanda". Apenas na vistoria feita hoje, sete ratos foram encontrados no local.

O dono da fábrica, cujo nome é preservado, informou que há nove anos produz temperos, cerca de 800 quilos por mês. Segundo ele, 90% do material é destinado a restaurantes da Capital.

Contudo, ele não revelou o nome de nenhum dos estabelecimentos.

De acordo com o delegado que cuida da parte criminal do caso, titular da Decon (Delegacia do Consumidor), Adriano Garcia Geraldo, a situação serve de alerta para os donos de restaurantes, que devem conhecer a procedência dos produtos que recebem.

No caso de serem descobertos, os donos de restaurantes podem ser responsabilizados pelas más condições de higiene. Como nenhum deles foi revelado, não há previsão de que mais pessoas sejam indiciadas.

Se condenado, o proprietário da fábrica vistoriada hoje pode pegar pena de dois a cinco anos de detenção. Ele responde ao processo em liberdade.

Além do processo criminal, ele poderá receber multa da Vigilância Sanitária, que apreendeu os produtos que havia na fábrica.

Há tempos - De acordo com a Vigilância, desde 2007 o local apresenta más condições e recebe prazo para se adequar, mas não o faz. Nas últimas inspeções, os fiscais foram impedidos de entrar no local e por isso foi montada operação policial.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions