A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/02/2010 16:10

Dono de trailer suspeito de matar garoto se apresenta

Redação

O dono de um trailer na avenida Afonso Pena suspeito de ter comandado o grupo que agrediu e matou o adolescente Júlio César Flores, de 13 anos, na madrugada do dia 1º, se apresentou à Polícia nesta manhã.

Ele e outro homem apontado por envolvimento com o crime prestaram depoimento na 3ª Delegacia de Polícia da Capital. Os nomes não são divulgados para não atrapalhar o andamento das investigações.

Em depoimento, o lancheiro confirmou que vários furtos que eram praticados nos altos da avenida Afonso Pena, mas não atribui sua autoria ao grupo que andava com a vítima. O homem nega ter envolvimento com a morte do garoto.

Segundo a delegada Marli Kaiper, que investiga o caso, nenhum dos suspeitos ficou preso porque não ficou comprovada sua participação no crime. Outras duas pessoas foram ouvidas na semana passada, mas indiciamentos serão feitos apenas ao final do inquérito.

Os suspeitos têm idade entre 19 e 30 anos. Kaiper adianta que pelo menos mais três pessoas deverão ser ouvidas sobre o caso, além dos nomes que forem surgindo durante os depoimentos.

Nenhum dos que responderam à intimação e compareceram à delegacia admite ter envolvimento com o crime, segundo a delegada. Não foi confirmada a informação de que os agressores do garoto são de classe média alta. De acordo com a delegada, todos são de classe baixa.

Crime - O corpo de Júlio César foi encontrado na manhã de segunda-feira (1º) dentro do córrego na Via Parque. Segundo a perícia, a suspeita é que ele tenha morrido afogado.

Parentes e amigos dele apontaram como autor do crime o dono de um trailer na Afonso Pena. A causa seria a desconfiança do comerciante pelos furtos que eram praticados na região.

Na noite de domingo, Júlio estava com um grupo de amigos que se envolveu em uma confusão no Parque das Nações Indígenas. O tumulto foi contido pela Polícia Militar.

Horas depois, quando eles seguiam para casa foram abordados por um grupo em vários carros. O garoto de 13 anos foi espancado e desapareceu do local. Ele foi encontrado morto dentro do córrego, na manhã seguinte.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions