A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/07/2013 09:30

Droga é principal causa de mortes em cidade líder de homicídios entre jovens

Aliny Mary Dias
Cidade registrou 35 homicídios de jovens em 2011 (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)Cidade registrou 35 homicídios de jovens em 2011 (Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News)

Dourados é a cidade de Mato Grosso do Sul com maior taxa de mortes violentas entre jovens de 15 a 24 anos, foram registrados 35 homicídios na cidade em 2011, segundo dados do Mapa da Violência divulgado ontem (18) pela Cebela (Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos). Conforme a Polícia Civil, a maior causa das mortes na cidade é o envolvimento dos jovens com tráfico de drogas.

O levantamento mostra que houve uma queda de dois homicídios em relação aos números de 2010. Com 35 homicídios e 37 mil habitantes, a cidade chegou a taxa de 94,5 mortes a cada 100 mil habitantes.

Os números fizeram com que o município localizado no sul do Estado e a 233 quilômetros de Campo Grande ocupasse a 94ª posição no ranking nacional das cidades mais violentas para a juventude.

Para o delegado regional da cidade, Antônio Carlos Videira, a principal causa das mortes de jovens na cidade é o envolvimento com drogas. Ele explica que não só as vítimas como os autores se envolvem com entorpecentes.

“A grande maioria é jovem de família desestruturada, que não tem vocação para o trabalho e acaba se envolvendo com o trafico de drogas”, afirma o delegado.

Apesar dos números altos, Videira afirma que houve queda de homicídios em 2012 e nesse ano. “Nosso índice de elucidação de crimes é um dos melhores do país. Outro ponto para a diminuição da violência é que muitos autores eram menores de idade e agora já atingiram a maioridade e estão detidos”.

Seguindo o ranking estadual, o segundo município com maior taxa de homicídios em 2011 foi Três Lagoas, a 338 quilômetros da Capital. A cidade registrou 10 mortes entre jovens de 15 a 24 anos. No ano anterior, oito jovens foram vítimas de homicídios na cidade.

Em terceiro lugar está Ponta Porã, que faz fronteira com o Paraguai e fica a 323 quilômetros distante da Capital. O município teve seis mortes em 2011, o número diminuiu se comparado aos dados de 2010 quando ocorreram nove mortes.

Capital – O levantamento mostra ainda que Campo Grande ocupa a 5ª colocação no ranking estadual. Em 2011 a Capital tinha 146 mil habitantes e 58 jovens morreram vítimas de homicídio. A taxa do município ficou em 39,7 e a cidade está em 301º lugar no ranking nacional da violência entre a juventude.



Na verdade o problema nem é a droga e sim o TRÁFICO ,como tudo o que envolve dinheiro, proíba-se então o álcool e ver-se a o resultado, a solução está mais na educação, que na repreensão, principalmente num meio onde se tem pouquíssimas perspectivas devido diferenças culturais, extrema carência, etc....
 
juraci montanha em 19/07/2013 14:45:33
CULPADOS DAS DROGAS EM TODAS RESIDENCIAS, É EXCLUSIVAMENTE DOS POLÍTICOS, QUE ABRIRAM AS PORTAS PARA TODOS LADOS, HOMENS, QUE O POVO OS ELEGERAM, PARA DEFENDER A SOCIEDADE, ESTUDAR, PLANEJAR O FUTURO DA SOCIEDADE, MAS A DROGA NELES, FORAM MAIS E MAIS, APROVARAM TUDO QUE VEIO PELA FRENTE, SEM SE PREOCUPAR, COM AS CONSEQUÊNCIAS FUTURAS, QUE ESTÁ HOJE, LIBERARAM MACONHA, COCAÍNA, CRAQUES, CERVEJAS, DIVÓRCIOS, DERAM ORDEM PARA MULHER DENTRO DE CASA, E AS CRIANÇAS, TIRARAM A AUTORIDADE DOS PAIS, IGUALARAM OS DIREITOS, DE QUALQUER MANEIRA, SEM PENSAR NAS CONSEQUÊNCIAS, E COLOCARAM A INEXPERIÊNCIA SOBRE A EXPERIÊNCIA, E DEU NO QUE DEU, TÁ TUDO ERRADO, É ONDE A DROGA EM GERAL, diabo, TEM DEITADO E ROLADO.
 
PEDRO BRAGA em 19/07/2013 13:22:47
A droga não é a culpada e sim a educação recebida em casa! Ninguém é forçado a usar droga usa quem quer e o que vemos hoje são mulheres e homens que tem filhos como se fossem animais. Se a menor condição sócio financeira de ter um filhos e faz vários, depois culpam a sociedade. Vemos pais que deixam seus filhos sozinhos em casa enquanto trabalham e com isso ninguém responsável para dar uma educação correta aos mesmos, isso prova que a irresponsabilidade são dos próprios pais. 98% das famílias sem estrutura geram filhos que cometem os mesmos erros dos pais (gerando outra família sem estrutura) no futuro. Cabe as autoridades responsabilizar criminalmente (inclusive com cadeia) os pais dos menores do crime!
 
Alexandre de Souza em 19/07/2013 12:03:21
Só me preocupam as mortes de inocentes. Enquanto drogados estiverem se matando, tô nem aí.
 
RODRIGO FERREIRA em 19/07/2013 10:20:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions