A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/02/2009 12:34

Em 4 dias, ação já destruiu 520 toneladas de maconha

Redação

Em quatro dias de operação, a PF (Polícia Federal) e a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai, já destruíram 520 toneladas de maconha. A quantidade equivale a diversos "pés" da árvore de maconha, plantados em 172 hectares nas regiões de San Pedro, Paraguai, e Amambai, Brasil.

A ação começou dia 12 deste mês e termina dia 19. Cerca de 30 policiais federais e 50 agentes da Senad participam da operação Aliança II

A plantação de maconha fica em uma área de difícil acesso, em clareiras abertas em grandes propriedades. Segundo a Senad, o entorpecente é cultivado, basicamente, por agricultores e índios da região, que vendem a produção a traficantes, que comercializam com o exterior. Cerca de 80 % da produção é destinada ao mercado brasileiro.

Na ação foram apreendidos ainda 1.640 quilos de maconha picada, 27 acampamentos, 10 prensas e 390 quilos de semente da planta do entorpecente.

Além de participar do corte, a PF está contribuindo com logística e informações de inteligência.

No ano passado, ocorreram quatro operações do gênero. Na última em outubro, foram destruídos mais de 1 milhão de pés de maconha, o que causou um prejuízo aos traficantes de cerca de U$ 4 milhões.

De acordo com a Senad, o intervalo de três meses entre uma operação e outra é para quebrar o ciclo produtivo da droga. Em média, um pé de maconha leva em média quatro meses para aflorar e, com isso, produzir o entorpecente.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions