A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

21/03/2011 15:13

Em MS, 69% dos municípios não prestaram contas do Bolsa Família

Jorge Almoas

Prazo vence no dia 31; caso não apresentem prestação, recursos podem suspensos

Dados do MDS (Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome) divulgados nesta segunda-feira mostram que em Mato Grosso do Sul, 69% dos municípios não prestaram conta dos repasses do Bolsa Família. Sem a apresentação e aprovação das contas, os municípios podem ficar sem recursos.

As informações são referentes aos recursos do IGD-M (Índice de Gestão Descentralizada Municipal) aplicados em 2009. Os Conselhos Municipais de Assistência Social devem apresentar a prestação de contas até 31 de março, sob pena de não receber o dinheiro de 2011 a partir de abril.

Até o dia 17 de março, data do relatório apresentado pelo MDS, apenas 24 municípios de Mato Grosso do Sul haviam apresentado a prestação de contas. Deste total, oito tiveram os dados aprovados e 16 não se manifestaram até o momento.

O ministério informou que os nomes dos municípios que faltam apresentar as contas não foram divulgados uma vez que a planilha de prestação de contas é atualizada com frequência.

A prestação de contas é item primordial para que as prefeituras continuem recebendo os recursos a serem aplicados em ações administrativas do Programa Bolsa Família, em um total de R$ 24 milhões em todo o Brasil.

No dia 31 de março, encerra o prazo de apresentação de contas de 2009 e também da aprovação total pelo conselho. Caso os dados não sejam apreciados, ou aprovados parcialmente, o município fica impedido de receber o IGD-M e só voltará a receber o recurso quando o problema foi resolvido.

No Brasil, apenas 33% dos municípios prestaram contas, em um total de 1852 cidades. O Distrito Federal ainda não apresentou prestação, ficando no topo da lista de não prestação de contas, seguido pelo Amapá, que tem 93,75% dos municípios pendentes.

De acordo com portaria do MDS, os recursos do IGD-M devem ser aplicados pelos municípios na implementação de programas complementares ao Bolsa Família, como alfabetização de jovens e adultos, capacitação profissional, geração de trabalho e renda, acesso ao microcrédito produtivo orientado e desenvolvimento comunitário e territorial.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions