A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Fevereiro de 2017

14/01/2013 19:43

Acordo de R$ 10 milhões garante melhores condições de trabalho em frigorífico

Nícholas Vasconcelos

Um acordo firmado entre o frigorífico Seara de Sidrolândia, a 71 quilômetros de Campo Grande, e o MPT (Ministério Público do Trabalho) vai garantir intervalos de descanso para os trabalhadores e a doação de R$ 10 milhões para diversas entidades da sociedade. Mais de 2 mil trabalhadores foram beneficiados pela medida.

Segundo o procurador do trabalho Odracir Juares Hecht, "todo o setor produtivo será beneficiado porque as pausas ergonômicas alcançarão também os trabalhadores que laboram em ambientes não frios".

De acordo com o Ministério Público, os trabalhadores dos frigoríficos de aves desossam, no mínimo, quatro coxas de frango por minuto, o que gera lesões osteomusculares em razão dos movimentos repetitivos, o que se agrava com a exposição a baixas temperaturas.

Os intervalos serão implantados gradualmente, mas a cada 50 minutos de jornada, os trabalhadores parem durante 10 minutos, fora do ambiente artificialmente frio, em local apropriado para o descanso, com conforto térmico.

Para os empregados dos demais setores que exercem atividades com sobrecarga muscular as deverão ser concedidas a partir de 1º de julho de 2013.

Um projeto nacional do MPT promove a adequação das condições de trabalhos nos frigoríficos para garantir a concessão dos intervalos previstos em lei.

Compensação - Como o frigorífico não oferecia as pausa no passado, a empresa vai efetuar o pagamento de R$ 10 milhões para entidades assistenciais e órgãos públicos. O TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) contempla 10 órgãos públicos com bens e 22 entidades filantrópicas com carne de frango e produtos derivados. As doações serão efetivadas gradualmente ao longo de oito anos, a partir deste mês.

Entre os itens estão computadores e equipamentos de informática para a Polícia Civil, para a melhora no sistema Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional) que gerencia os boletins de ocorrência.

Veículos para Corpo de Bombeiros Militar, PM (Polícia Militar), PMA (Polícia Militar Ambiental), Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, PF (Polícia Federal), PRF (Polícia Rodoviária Federal), Exército e Secretaria de Estado de Educação.Já a doação de carne de frango começa em janeiro de 2013 e segue até dezembro de 2020.

O descumprimento do TAC resultará na aplicação da multa diária de R$ 200 por trabalhador prejudicado e por item descumprido. Em relação à entrega dos bens, o descumprimento acarretará multa equivalente a 100% da avaliação de cada bem não entregue, além da obrigação de continuar a entregá-lo.

 

Processo de seleção para estágio na Embrapa Agropecuária Oeste termina terça
A Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) Agropecuária Oeste está com processo seletivo aberto para contratação de estagiários até terç...
Tribunal de Contas abre em março seleção para 44 vagas de estágio
O TCE/MS (Tribunal de Contas) recebe a partir do dia 6 de março as inscrições para seleção de estagiários. O prazo termina em 20 de março. São oferec...
Aprovados em concurso do MPE são chamados para exame e posse
Aprovados em concurso público do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) estão sendo convocados para exame médico e posse. O edita...
Inscrições para professor temporário de Libras na UEMS seguem abertas
Seguem abertas inscrições para seleção de professor temporário para a unidade de Coxim - cidade localizada a 260 km de Campo Grande - da UEMS (Univer...



Parabéns ao MPT, por propor um TAC que reverta diretamente à sociedade, ao invés de aplicar multa que só serviria para engordar os cofres de um Estado ineficiente.
 
Ricardo Farias em 15/01/2013 08:38:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions