A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Março de 2017

17/09/2014 22:31

Bancários já comemoram avanços durante convenção anual da categoria

Luciana Brazil

Mesmo sem oficializar o pleito da categoria, o Sindicato dos Bancários de Campo Grande já comemora alguns avanços na convenção anual da classe, em São Paulo. A estabilidade de bancárias grávidas e o fim do contato com funcionários fora do expediente já são sinalizados positivamente pelas entidades patronais.

De São Paulo, a presidente do Sindicato dos Bancários de Campo Grande, Iaci Azamor, acompanha a negociação da minuta de reivindicações e diz que pelo menos duas cláusulas já foram acatadas. 

Como parte da convenção, amanhã a Fenabam (Federação Nacional dos Bancos) vai repassar aos bancos os pleitos da categoria, e apenas na sexta-feira os bancos setaram à mesa para discutir as exigências.

Entre as pretensões preliminarmente conquistas está a estabilidade das gravidas no emprego. Conforme Iaci, após de ser demitida a funcionária descobre a gravidez e poderá voltar ao emprego. “Eles se comprometeram a respeitar essa estabilidade”, disse.

"Outro avanço foi ampliar a proibição do uso de tecnologias, como ligações de celular, SMS, para contato com os funcionários fora da horário de expediente", completa Iaci.

Ainda sobre a minuta, as entidades querem o fim da obrigatoriedade de passar por um médico contratado pelo banco em caso de atestado médico. “Isso é um absurdo. Se o funcionário fica doente, vai ao médico e pega um atestado, ele precisa ainda passar pelo médico contratado pelo banco para validar o atestado. Isso é até antiético”, se revolta Iaci.

O descanso para os funcionários do terminais de autoatendimento também está na lista de reivindicações. Conforme Iaci, a jornada é de seis horas e a lei não determina pausa para descanso. “Os bancos se negam a dar esse período a eles”.

Paralisação x demissões- Sobre as nove demissões no Banco Bradecso, Iaci explica que haverá uma negociação específica e feita diretamente com representantes do Banco.

Na sexta-feira (12), o Sindicato paralisou as atividades de quatro agências do Banco Bradesco da Capital, em reação às demissões feitas pela instituição em meados de agosto, época de convenção coletiva. De acordo com o Sindicato, em menos de um mês, o Bradesco demitiu nove funcionários. A gerencia regional do Bradesco se comprometeu a não fazer mais demissões até o fim do ano, segundo o Sindicato.

 

Funsat Itinerante visita quatro bairros durante ação desta semana
Quatro bairros serão visitados nesta semana pelo programa Funsat Itinerante, realizado pela Funsat (Fundação Social do Trabalho) em Campo Grande. Os ...
Concurso para área de educação inscreve apenas hoje; salário é de R$ 955
Com inscrições abertas apenas nesta terça-feira (21) a prefeitura de Eldorado - distante 447 km de Campo Grande realiza Processo Seletivo para contra...
Concursos reúnem mais de 120 vagas em MS e salários de até R$ 14 mil
A semana começa com várias oportunidades em concursos e processos seletivos em Mato Grosso do Sul. São mais de 120 vagas com salários de até R$ 14 mi...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions