ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  31    CAMPO GRANDE 22º

Empregos

Candidatos a seleção cancelada serão ressarcidos a partir de terça-feira

Em Mato Grosso do Sul, vagas atraíram mais de 9 mil, mas apenas 1,3 mil pagaram o boleto

Por Marta Ferreira | 13/05/2020 11:10
Funcionário do IBGE acessa aplicativo que vai permitir devolução de taxa de seleção adiada. (Foto: Divulgação)
Funcionário do IBGE acessa aplicativo que vai permitir devolução de taxa de seleção adiada. (Foto: Divulgação)

O IBGE começa, a partir de 19 de maio, terça-feira que vem, a restituir a taxa de inscrição aos candidatos do processo seletivo simplificado para o Censo 2020, adiado para o ano que vem em razão da pandemia de novo coronavírus.

Em Mato Grosso do Sul, a seleção atraiu mais de 9 mil pessoas, mas os  pagamentos foram efetivados só por 1.375 candidatos.

A seleção para contratar temporariamente 208.695 pessoas em todo o País, foi cancelada em 17 de março. Em Mato Grosso do Sul, eram 2,9 mil vagas, de agente censitário, recenseador e supervisor.

Quanto - Serão restituídos R$ 2.823.775,95 entre os 100.735 candidatos que pagaram a taxa de inscrição até o cancelamento do processo seletivo.

O valor foi de R$ 35,80 para concorrer a funções de nível médio (agente censitário) e de R$ 23,61 para disputar as vagas de ensino fundamental (recenseador). Inscritos para mais de um cargo receberão os valores em uma única parcela.

Aplicativo - A devolução será realizada por meio do aplicativo Carteira Digital bB, do Banco do Brasil, disponível gratuitamente para celulares com sistema android ou iOS.

Segundo o IBGE divulgou, não é preciso ser correntista do banco para se cadastrar no aplicativo. A tecnologia funciona como uma conta de pagamento digital para transferência de valores, sem taxa ou tarifa para pagamentos, transferências ou saques.

Após baixar a Carteira Digital bB na loja de aplicativos do celular, o candidato deve selecionar “criar carteira bB” e em seguida preencher o cadastro com CPF, nome completo, data de nascimento e número do celular.

A partir do dia 19, o beneficiário deverá selecionar a opção "receber" na tela inicial do aplicativo e responder às perguntas de segurança baseadas nas informações fornecidas quando se inscreveu no processo seletivo. Em seguida, é só clicar em "confirmar" e o dinheiro já estará disponível na conta da Carteira Digital bB.

Como fazer?

 Segundo as explicações do IBGE, com o valor liberado no aplicativo, o beneficiário poderá:

- Sacar a quantia em qualquer caixa eletrônico do Banco do Brasil;

- Transferir para outra conta (TED);

- Transferir para um contato que também tenha a Carteira Digital bB ativa;

- Realizar pagamentos com código de barras ou em estabelecimentos credenciados.

O IBGE informou que a Central de Atendimento do IBGE fará contato por telefone com todos os candidatos que tenham dados de inscrição inválidos e irregularidades no CPF, a fim de viabilizar a devolução da taxa. Os candidatos com restrições de CPF junto à Receita Federal ou ao Banco do Brasil somente receberão o dinheiro de volta após a regularização das pendências com essas instituições.

Também será feito contato com candidatos menores de idade, que deverão indicar um responsável maior de 18 anos para a restituição do valor. Ao receber a ligação do IBGE, é possível confirmar a matrícula, RG ou CPF do atendente por meio do site Respondendo ao IBGE.

Serviço - Em caso de dúvidas sobre o aplicativo, o candidato pode entrar em contato com o Banco do Brasil por telefone 0800 729 5293, chat no próprio aplicativo e email atendimento@carteirabb.com.br. Se houver impossibilidade de ressarcimento ressarcimento da taxa de inscrição via aplicativo, o candidato deve fazer contato com a Central de Atendimento do IBGE, pelo telefone 0800 721 8181 ou email ibge@ibge.gov.br, de segunda a sexta feira, das 8h às 18h, e sábados, domingos e feriados, das 10h às 14h (no horário de Brasília).