A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 26 de Setembro de 2017

25/11/2011 10:47

Concurso para professor da rede estadual teve 21 questões anuladas

Marta Ferreira

O concurso com 550 vagas para professor realizado pela Secretaria de Administração de Mato Grosso do Sul teve 21 questões da prova objetiva anuladas, em resposta a recursos protocolados pelos candidatos.

O gabarito definitivo foi publicado hoje. O concurso, realizado no dia 13 de novembro, teve tumulto, após candidatos não conseguirem entrar num dos locais de prova, a Universidade Católica Dom Bosco, por causa das dificuldades de acesso ao local.

De acordo com o edital, os candidatos não poderão mais interpor recursos referentes ao gabarito oficial. Os pontos das questões anuladas serão atribuídos a todos os candidatos que prestaram a referida prova.

O Diário Oficial também traz o resultados dos recursos deferidos e indeferidos, de acordo com a análise e decisão dos profissionais responsáveis pela elaboração da prova escrita objetiva do concurso.

Os editais estão disponíveis no site www.imprensaoficial.ms.gov.br .

As vagas em disputa são em 13 áreas, para preencher vagas em 70 dos 78 municípios do Estado. Os aprovados terão jornada de trabalho de 20h, com salário-base de R$ 994,44 e incentivo financeiro de R$ 397,78.Os professores poderão atuar tanto no Ensino Médio quanto Fundamental.

Detran abre inscrições para profissionais de magistério
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) abriu nesta segunda-feira (25) inscrições para cadastro de profissionais do magistério. A publicação ...
UFGD abre vagas de fiscal para Vestibular 2018 em Campo Grande e Dourados
A UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) abriu nesta segunda-feira, 24, o prazo de inscrição de fiscais de corredor, sala e portaria para atu...
Semana em MS inicia com mais de 270 vagas em concursos e processos seletivos
Há mais de 270 vagas com inscrições abertas para concursos e processos seletivos em Mato Grosso do Sul esta semana, com salários que chegam até R$ 18...



Simplesmente vergonhoso. A empresa contratada certamente ganhou um bom dinheiro para elaborar essas provas para "brincar" com a busca e expectativa de milhares de candidatos que investiram e se prepararam para a realização da prova. O governo do Estado precisa urgentemente repensar isso. E será que esse pessoal foi crítico severo em relação ao ocorrido com o ENEM ?
 
Álvaro José em 25/11/2011 11:52:39
Esse concurso teve a prova mais incoerente que eu já tive conhecimento. Os inscritos gastaram dinheiro para se submeterem a uma prova mal elaborada, em que as questões de atualidades priorizou conhecimentos da área de economia e não necessariamente assuntos voltados para o conhecimento relevantes para a área de educação. E, infelizmente não foi anulada nenhuma questão da prova de atualidades.
 
Lincoln Ohara Jr. em 25/11/2011 11:18:34
Gente que absurdo, que falta de competencia, 21 questões anuladas?! É demais da conta... pq não entrega esses concursos do Estado para a FCC, CESPE ou CESGRANRIO?! Pelo menos elas tem muito mais competencia na realização dos seus concursos... fala sério!
 
Ana Cristina Piccini em 25/11/2011 10:57:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions