A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

24/05/2014 10:25

Concurso tem segurança reforçada amanhã após polêmica e adiamentos

Marta Ferreira

Um dos concursos públicos mais concorridos e mais polêmicos dos últimos tempos em Mato Grosso do Sul faz, amanhã, a primeira fase de provas, que reunirá 6.154 candidatos ao cargo de fiscal de rendas. A função tem remuneração inicial de R$ 10,8 mil, uma das principais justificativas para a disputa acirrada, de 307,7 candidatos por vaga.

O processo seletivo tornou-se polêmico depois de suspeitas de irregularidades na elaboração, que provocaram o cancelamento, determinado pelo governador André Puccinelli (PMDB), em fevereiro, pouco antes da data marcada para a realização das provas.

Novo prazo de inscrição foi reaberto e a realização do concurso ficou a cargo da Fapec (Fundação Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura), ligada à UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Cinco locais foram definidos para as provas do concurso de fiscal de renda, no domingo, de manhã e à tarde. Os candidatos foram distribuídos entre as escola estaduais Maestro Frederico Liberman, no bairro monte Castelo, Vespasiano Martins, na Vila Glória, e Severino Ramos de Queiroz, na rua São Paulo; além da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), no Jardim Seminário, e da escola Mace, no Centro.

Segurança – A Fapec informou que os cadernos de provas só serão entregues aos fiscais de prova no domingo pouco antes do horário marcado para o início. A Polícia Militar montou um esquema específico para o policiamento nos locais de prova.

Segundo a corporação informou, haverá policiais de trânsito atuando do lado de fora dos locais e ainda equipes fazendo ronda no entorno das escolas onde ocorrerão as provas. O processo seletivo também oferece 40 vagas para agente tributário estadual, com provas marcadas para 15 de junho, envolvendo 7,9 mil candidatos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions