ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 20º

Empregos

Governo altera prazo de inscrições do MS Supera após instabilidade no sistema

Cadastramento deveria começar hoje, mas foi alterado assim como do programa Energia Social: Conta de Luz Zero

Por Ângela Kempfer | 05/02/2024 17:13
O programa dá bolsas a estudantes que comprovarem uma renda individual de até um salário mínimo
O programa dá bolsas a estudantes que comprovarem uma renda individual de até um salário mínimo

A expectativa era grande, mas os estudantes vão ter de esperar mais uma semana para se inscrever no Programa MS Supera. O prazo que deveria começar nesta segunda-feira foi alterado para 12 de fevereiro, conforme edição extra do Diário Oficial do Estado, publicada hoje à tarde.

No site da SEAD (Secretaria de Estado de Assistência Social e dos Direitos Humanos), o banner para cadastramento é exibido na primeira página, mas ao clicar no ícone surge a mensagem "o novo prazo para inscrição no MS Supera vai de 12 de fevereiro até 30 de novembro de 2024". A justificativa é instabilidade no sistema, que teve der passar por manutenção.

O mesmo problema prejudicou os cadastros no programa ‘Energia Social: Conta de Luz Zero’. Ambos são gerenciados pela SEAD, que emitiu nota sobre a alteração nos prazos.

"A equipe técnica já está trabalhando na questão e em breve teremos os serviços reestabelecidos. Reforçamos que essa situação não gera prejuízo aos beneficiários dos respectivos programas. Para o ‘Energia Social: Conta de Luz Zero’ o recadastramento segue até o dia 10 de maio e no ‘MS Supera’ é possível realizar a inscrição até 30 de novembro de 2024", explica a Secretaria.

O programa pagará bolsas para estudantes de cursos de graduação e educação profissional técnica, tanto presenciais quanto a distância. Serão 1.300 vagas do programa. O objetivo é apoiar financeiramente estudantes em situação de vulnerabilidade social, concedendo um auxílio no valor de R$ 1.412,00 por mês.

O benefício será pago por Pix, creditado na conta bancária do beneficiário até o dia 5 de cada mês. O programa prevê um prazo máximo de 12 meses para a conclusão do curso, após o qual o estudante será automaticamente desligado.

Entre as 1,3 mil vagas, 1.100 serão destinadas a cursos de graduação presencial ou à distância e 200 para cursos de educação profissional técnica de nível médio. Dentre as vagas, 436 serão reservadas para estudantes indígenas, e eventuais vagas remanescentes poderão ser preenchidas conforme a disponibilidade orçamentária e financeira do Estado. Caso haja vagas remanescentes em 2024, estas poderão ser preenchidas pelos estudantes inscritos e habilitados neste processo seletivo, conforme disponibilidade orçamentária e financeira do Estado.

A lista de estudantes habilitados e classificados será divulgada até o dia 10 de cada mês. A classificação será baseada na menor renda média do núcleo familiar, priorizando mães solos e pessoas com deficiência em caso de empate.

Um dos critérios para participação no MS Supera é renda individual de até um salário mínimo ou uma renda familiar não superior a três salários mínimos. Veja as regras:

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias