A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

08/02/2016 09:07

Empresa que asfaltará caminho para Bonito será definida após o feriado

Projeto inclui trajeto 74 quilômetros mais curto até Bonito

Mayara Bueno

A definição da empresa que asfaltará um trecho de 100 quilômetros da MS-345 será definida depois do Carnaval, segundo o governo estadual. Na semana passada, construtoras apresentaram suas propostas para elaborar os projetos executivos de engenharia para implantação e pavimentação de 479,45 quilômetros de quatro vias.

O pacote inclui um caminho 74 quilômetros mais curto entre Campo Grande e Bonito, que é um dos principais destinos de ecoturismo do Brasil. Atualmente, já há opções asfaltadas para o município, mas seria um trajeto com menor deslocamento. Para este caminho, segundo o Executivo Estadual, uma empresa fará o projeto por R$ 1,2 milhão.

No entanto, o nome da empresa não foi revelado, segundo a justificativa do governo, porque a proposta da empreiteira segue primeiro para uma “análise técnica”, antes de ser homologada. Com isso, a definição ficará para semana que vem.

A pavimentação na MS-345 será em 100 quilômetros entre Bonito e Anastácio, a partir do entroncamento com a BR-419, conhecido como “21”. Na MS-338, no entroncamento da MS-357 (Lagoa Sanguessuga), nas cidades de Camapuã e Ribas do Rio Pardo, uma empresa ganhou a licitação para o projeto por R$ 1,9 milhão. Neste trecho, serão asfaltados 111,7 quilômetros.

Ainda na MS-338, outra empresa ganhou a licitação de um trecho de 106,9 quilômetros, que vai do entroncamento da BR-262 (Mutum) ao entroncamento da MS-040, nos municípios de Ribas do Rio Pardo e Santa Rita do Pardo. Neste caso, o custo será de R$ 1,8 milhão.

Outro projeto previsto é a pavimentação de 80,7 quilômetros da MS-134, no entroncamento da MS-040 à BR-267, próximo de Casa Verde, nas cidades de Ribas do Rio Pardo, Nova Andradina e Santa Rita do Pardo. A empresa Beck Souza ganhou o projeto por R$ 1,4 milhão.

O governo informou que o resultado da MS-134 segue para homologação, enquanto as outras duas propostas vão para análise de composição, segundo o governo. Trecho de 79,4 quilômetros da MS-382, entre os entroncamentos das BR-060 e MS-270, nos municípios de Guia Lopes da Laguna e Ponta Porã, a empresa Beck de Sousa fará o projeto executivo por R$ 1,4 milhão.

Depois de elaborar os projetos, o Executivo Estadual elabora nova licitação, com novos preços, para confirmar as empresas que vão executá-los, informou a Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura). Em virtude das fases da licitação, bem como eventuais prazos de recursos, o governo não consegue estimar a previsão de início das obras.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions