A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

28/03/2010 09:21

Empresas do MS e Bolívia fecham acordo de R$ 20 milhões

Redação

Empresas bolivianas do setor têxtil fecharam um acordo de US$ 11 milhões de dólares, mais de R$ 20 milhões de reais, com um grupo de comerciantes do Estado que foi a La Paz. A delegação brasileira era composta por empresários de Mato Grosso do Sul e São Paulo.

De acordo com a agência Efe, os brasileiros se reuniram com 40 pequenos empresários de La Paz, Cochabamba, Chuquisaca e Santa Cruz.

O vice-ministro boliviano de Comércio Interno e Exportações, Huáscar Ajata, precisou que o montante em negociações acordado entre os dois países ficou em US$ 11 milhões.

Ele acrescentou que os empresários brasileiros devem permanecer no país durante uma semana, período no qual visitarão os oficinas e fábricas de seus sócios potenciais.

O representante brasileiro, José Carlucci, da empresa JR Ferraz, expressou a vontade da delegação de ampliar as troca têxteis entre o Brasil e a Bolívia, no marco dos acordos do Mercosul.

"Hoje em dia, o produto boliviano tem uma qualidade muito boa que nós brasileiros desconhecemos. Por isso, estamos fazendo esta visita. Para que possamos levar ao mercado brasileiro as confecções produzidas aqui e que são desconhecidas para nós", disse.

Esta iniciativa faz parte do convênio assinado entre a Bolívia e o Brasil para cobrir as perdas de produtores bolivianos de têxteis depois que os Estados Unidos suspenderam, em dezembro de 2008, a Bolívia das preferências tarifárias da Lei de Promoção Comercial Andina e Erradicação de Drogas (ATPDEA).

Por causa dessa perda o governo brasileiro decidiu flexibilizar suas normas durante um ano, período no qual prevê comprar US$ 21 milhões de têxteis bolivianos sem tarifas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions