A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Agosto de 2018

21/02/2011 08:53

Enquete : Internautas consideram salário mínimo baixo

Aline Queiroz

Mais de 6 mil pessoas participaram da pesquisa

Internautas que votaram na enquete feita pelo Campo Grande News na última semana consideram o salário mínimo de R$ 545,00 baixo.

Dos 6.484 leitores que votaram, 77.99% afirmaram que o valor é baixo.

Houve também quem considerasse o valor adequado, foram 16,36% dos votos, e ainda 5,64% disse que o mínimo ficou alto.

O assunto da enquete desta semana é Carnaval e você já pode dar sua opinião.

Você concorda com a mudança do Carnaval de rua da Capital para o Bairro Santo Amaro?



Salário Baixo, isso nao te pertence .... isso é um salário vergonhoso, baixissimo, é até uma ofensa para o trabalhador, por isso que temos que virar todos políticos, só assim pra se ganhar muuuuuito e extraordináriamente bemmmm........
 
Daiane Oliveira em 22/02/2011 04:41:25
bom, o salário concordo que é baixo, mas por culpa do governo, fica inviável o aumento, pois aumentando o salário o empresário precisa de mais dinheiro então sobe os produtos ou serviços e isso gera inflação e desaceleração da economia, e sem falar o arrombo na previdência. bom, defendo o salário mais justo, mas e a tributação encima do salário, porque não alivia pra poder ter ganhos reais. isso é apenas uma questão de política.rs.
 
charles camargo em 21/02/2011 09:05:27
o salario esta muito baum R$ 545,00, acho que é muito baixo é aumento dos salarios dos deputados: No último dia de votação efetiva na Câmara, o plenário aprovou o projeto de aumento de 61,83% nos salários dos próprios parlamentares, de 133,96% no valor do vencimento do presidente da República e de 148,63% no salário do vice-presidente e dos ministros de Estado. O projeto iguala em R$ 26.723,13 os salários dos deputados, dos senadores
ISSO É UM VERGONHA!!!!!!!!!!!!!!
 
Orivelto Ribeiro em 21/02/2011 03:36:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions