A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

01/02/2016 19:38

Evento internacional vai debater saúde sob o ponto de vista da sociedade

Congresso deve reunir representantes de dez países na Capital

Thiago de Souza
Vera Lúcia Kodjaoglanian é coordenadora do congresso sobre a saúde. (Foto: Divulgação)Vera Lúcia Kodjaoglanian é coordenadora do congresso sobre a saúde. (Foto: Divulgação)

Com o tema “Diferença sim, desigualdade não: Pluralidade na invenção da vida”, Campo Grande sedia, entre os dias 21 e 24 de março, o 12º Congresso Internacional da Rede Unida, na UCDB (Universidade Católica Dom Bosco).

O evento deve reunir cerca de cinco mil representantes de movimentos sociais, profissionais, pesquisadores, estudantes, professores e gestores das áreas da saúde e da educação em saúde, do Brasil e do exterior.

“O tema central visa valorizar a vida, enquanto representação da diversidade e também da singularidade, que se apresenta como um grande desafio no cotidiano, que nos confronta enquanto atores sociais. E, a partir disto, nos deixa a indagação: Como potencializar a interação social no sentido do respeito ao outro, à saúde e à vida?”, explica Vera Lúcia Kodjaoglanian, coordenadora do Congresso.

O objetivo principal do Congresso, segundo a organização, é fomentar o debate sobre temas principais da saúde e da educação em saúde.

A programação do evento está dividida em quatro grandes eixos: Trabalho na Saúde, Educação na Saúde, Gestão na Saúde e Participação Popular na Saúde.

Haverá 191 rodas de conversa e 68 mesas de debate, que falarãosobre os cerca de 3 mil trabalhos inscritos e relatos de experiências na área da saúde e da educação na saúde. Outras 43 mesas debaterão os mesmos quatro eixos com convidados de diversos países.

O Congresso abrigará, ainda, quatro fóruns internacionais: o 5º Fórum Internacional de Educação na Saúde, o 4º Fórum Internacional de Atenção Básica, o 3º Fórum Internacional de Cooperação na Saúde e Políticas Públicas e o 3º Fórum Internacional de Participação em Saúde, Políticas Públicas e Educação Cidadã.

Estes eventos contarão com a participação de pesquisadores, gestores e trabalhadores da saúde de países como a Argentina, Bolívia, Costa Rica, Colômbia, Cuba, Espanha, Estados Unidos, França, Haiti, Inglaterra, Itália, Paraguai e Uruguai.

Zika faz OMS declarar emergência internacional em saúde pública
A OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou, hoje (1), situação de emergência em saúde pública de interesse internacional, em razão do aumento de c...
Mais uma vez ninguém acertou a Mega-Sena que acumulou em R$ 27,5 milhões
O sorteio da Mega-Sena deste sábado (18) pela terceira vez na semana, não teve acertadores e acumulou em R$ 27,5 milhões. O sorteio foi realizado em ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions