A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

15/08/2013 17:12

Ex-secretário de Saúde defende contrato com empresa suspeita

Lidiane Kober e Bruno Chaves
Mazina disse que se não mantivesse o contrato uma fila enorme de pessoas iria morrer (Foto: João Garrigó)Mazina disse que se não mantivesse o contrato "uma fila enorme de pessoas iria morrer" (Foto: João Garrigó)

Em depoimento à CPI da Saúde, o ex-secretário de Saúde de Campo Grande, Leandro Mazina, defendeu contrato com a Neorad, de Adalberto Siufi, acusando de comandar esquema de desvio de verba pública no HC (Hospital do Câncer).

“Não se pode admitir fila de 200 a 300 pacientes e por questões ideológicas não fazer contrato com a Neorad. Se isso não acontecesse, uma fila enorme de pessoas iria morrer”, justificou o secretário. "Estamos reféns da empresa e vamos continuar até o Ministério da Saúde adaptar os hospitais para receber os aceleradores nucleares", emendou.

Ele, inclusive, admitiu à CPI saber das irregularidades no hospital. “Algumas foram sanadas”, emendou. Mazina disse ainda que o MPF (Ministério Público Federal) estava a par do contrato coma Neorad.

Em resposta, o presidente da CPI, deputado estadual Amarildo Cruz (PT), ressaltou que, em 2010, em reunião com a direção do HC, HU (Hospital Universitário) e do HR (Hospital Regional), o MPF declarou o contrato com a Neorad irregular e orientou para o HR passar a ser referência no tratamento do câncer.

Mazina, por sua vez, disse que “regularizou a situação”. Segundo ele, o MPF considerou o contrato com a empresa irregular pelo fato de o HC contar com esse serviço e mais aparelho de combate ao câncer. “Então, colocamos a Neorad à disposição da Santa Casa”, explicou. 

Hoje, ainda de acordo com o ex-secretário, o município repassa verba à Santa Casa para pagar os serviços da Neorad.

Mazina não explica porque não sanou irregularidades no Hospital do Câncer
O ex-secretário municipal de Saúde, Leandro Mazina, não explicou porque não conseguiu sanar as principais irregularidades no Hospital do Câncer. No d...
Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions