A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/05/2009 06:31

Ex-vereador vai a júri hoje por morte de indígena

Redação

O ex-vereador de Coronel Sapucaia, Daniel Lescano, será julgado hoje pelo assassinato do indígena Alcindo Marques, 61 anos, ocorrido em novembro de 2007. O julgamento será em Amambai, município distante 347 quilômetros de Campo Grande.

Segundo matéria do site A Gazeta News, o crime aconteceu na aldeia Taquapery, onde a vítima morava e trabalhava como agente de saúde. Marques foi assassinado com uma facada no peito.

Na noite do crime, índios da própria aldeia conseguiram deter Lousinho Lescano Benites, 22 anos, que afirmou ter matado o agente de saúde a mando do então vereador em Coronel Sapucaia pelo PDT, Daniel Lescano, que na época também ocupava o posto de "capitão" da aldeia Taquapery.

O capitão fugiu, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e seu mandato foi cassado na Câmara de Coronel Sapucaia. Ele acabou preso em agosto do ano passado por uma equipe da PF (Polícia Federal), na reserva em que era capitão.

Dias depois, Lescano concedeu entrevista ao site A Gazeta News e negou as acusações. Ele disse que havia sido vítima de armação política, tanto partidária como na disputa interna pelo cargo de capitão na aldeia em que morava.

O mesmo discurso foi usado por Lousinho, que meses após o crime mudou sua versão sobre os fatos. Na época em que foi preso ele afirmou que teria recebido R$ 140,00 do suposto mandante, mas ao juiz, o executor do crime relatou que só confessou o assassinato porque foi agredido pelos indígenas que o detiveram.

Por se tratar do mesmo processo, os dois acusados, Daniel Lescano e Lousinho Benites, irão sentar lado a lado no banco dos réus nesta sexta.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions