ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  18    CAMPO GRANDE 13º

Cidades

Falta de capacete gerou suspensão de 472 CNHs em 6 meses

Por Redação | 16/07/2008 15:00

Embora os motociclistas sejam os mais vulneráveis no trânsito e portanto as principais vítimas dos acidentes, dados do Detran (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) mostram que muitos ainda são descuidados quanto ao principal item de segurança: o capacete.

A falta de capacete para os pilotos ou caronas gerou em Campo Grande o maior número de suspensões de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) do primeiro semestre deste ano: 472. A infração é considerada gravíssima pelo Código de Trânsito, gera multa de 180 Ufirs (cerca de R$ 191,00) e suspensão do direito de dirigir.

O comandante da Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito), Edmilson Lopes da Cunha, alerta que, além do não uso do capacete, o uso incorreto também gera a mesma punição. O equipamento, afirma, precisa estar corretamente afivelado e viseira abaixada.

Nos siga no Google Notícias