A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Outubro de 2018

21/05/2010 16:14

Falta de informação deixa público sem vacina contra H1N1

Redação

Reforçando a máxima que diz "Brasileiro deixa tudo para última hora", algumas pessoas foram pegas de surpresa na tarde desta sexta-feira ao procurarem o posto de vacinação na Praça Ary Coelho e receberam a notícia que a aplicação das doses contra a influenza A (H1N1) tinha encerrado às 16 horas.

"Que absurdo! Eu vim a pé do shopping só para ser vacinada e não foi possível. Agora nem faço questão de receber essa injeção", disse, muito contrariada, a dona de casa Virginia Medina.

Também surpresa com a notícia, Eva Oliveira não sabia que hoje seria o último dia da vacinação. "Normalmente vai até sábado, né?", questionava a senhora. Um funcionário da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) informava aos interessados que será montado um posto de vacinação no Parque Ayrton Senna, no bairro Aero Rancho, região sul da capital. "Lá é muito longe pra mim", lamentou Eva.

A atendente Joseane da Silva estava ciente que a vacinação se encerraria nesta sexta-feira. "Mas não consegui sair do trabalho a tempo", disse a jovem.

A Sesau, por conta da baixa procura pela vacinação, decidiu prorrogar o prazo para que as pessoas se imunizem contra a gripe suína. A aplicação das doses continua para gestantes, portadores de doenças crônicas abaixo de 60 anos, adultos de 20 a 29 anos e de 30 a 39 anos.

A meta era atingir 80% da população, mas apenas 54,65% se imunizaram. A vacinação pode ser feita em qualquer posto de saúde 24 horas de Campo Grande.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions