A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/05/2010 15:55

Falta de viatura impediu socorro a carro incendiado

Redação

A ausência de uma viatura equipada para combate a incêndios, na unidade do Corpo de Bombeiros do Parque dos Poderes, colaborou para que um veículo fosse consumido pelo fogo na madrugada de sábado.

A informação foi confirmada hoje pelo Corpo de Bombeiros, que negou demora no atendimento da ocorrência.

O quartel era o mais próximo do local onde o veículo do paisagista Rodrigo Tourino Maluf começou a pegar fogo, por volta das 2 horas da madrugada do dia 1º de maio. Mas foi preciso solicitar apoio ao quartel central, onde havia viatura equipada a disposição.

O problema foi nos altos da avenida Afonso Pena, na altura da casa do Papai Noel, a poucos metros do quartel dos bombeiros.

Quem viu a cena, correu para avisar os bombeiros, mas a resposta sobre a possibilidade de atendimento foi negativa.

Motoristas tentaram então apagar o fogo, mas os extintores não foram suficientes.

O dono do carro garante que a viatura demorou de 15 a 20 minutos para vir do quartel central na 14 de Julho até a Afonso Pena.

Já os bombeiros garantem que a ocorrência foi atendida em no máximo 7 minutos. "Impossível, seis minutos é só o tempo que filmaram o fogo consumir o carro, depois que não tinha mais solução", conta Rodrigo.

Antes de gravar, ele diz que ainda teve tempo de retirar álbuns, pertences da namorada e as chaves de casa.

O fogo começou na parte traseira, onde fica o cilindro de gás veícular. "Tinha feito a manutenção em março", garante o dono do carro.

Prejuízo - Em poucos minutos, Rodrigo perdeu o único carro que tinha para o trabalho de paisagista. Ele estima que o prejuízo seja de R$ 15 mil. "Vou vender para um ferro velho por no máximo dois mil reais, deu perda total, não posso salvar nada", comenta.

Dois dias depois do incêndio em plena avenida Afonso Pena, o que sobrou do carro está encostado na garagem de um dos clientes de Rodrigo.

Viatura - Segundo o tenente-coronel dos bombeiros Joilson Santos de Paula, a viatura que fica no Parque dos Poderes, com capacidade de armazenar água, está em manutenção.

Ele garante que, no caso de sábado, a ocorrência foi registrada 1h30 e 1h37 os bombeiros já estavam no local.

O tenente-coronel ressalta que como era vazamento de gás no motor, o fogo é rápido e por isso difícil de apagar com extintor. Seriam necessários 2,5 mil litros para conter o incêndio.

Veja as imagens do incêndio.

STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...
UFGD oferece vagas em 36 cursos de graduação pelo Sisu
A UFGD (Universidade da Grande Dourados) está ofertando 944 vagas em 36 cursos de graduação para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada). As inscrições...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions