A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/02/2009 08:39

Farmácias são reincidentes em flagrante de sonegação

Redação

A Deco (Delegacia de Combate ao Crime Organizado) já sabe que muitos dos medicamentos apreendidos sábado (31 de janeiro), em Dourados, foram adquiridos por farmácias que já tinham sido flagradas sonegando ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

De acordo com a Deco, várias farmácias responsáveis pelos medicamentos apreendidos em dezembro, em Campo Grande, sem pagamento de impostos, foram identificadas como sendo também as donas dos remédios recolhidos em Dourados.

Na apreensão ocorrida na Capital, os produtos estavam dentro de caixas de papelão, identificadas com os nomes das empresas que os compraram. Já na apreensão feita em Dourados, nas caixas havia apenas números.

A numeração, de quatro dígitos, funcionava como uma espécie de código para identificar a farmácia que havia comprado os medicamentos.

Através de comprovantes de depósitos bancários, dos cheques apreendidos no local e com auxílio do Fisco Estadual, os agentes já identificaram a maioria das farmácias e descobriram que várias são as mesmas apontadas na primeira apreensão.

A Deco ainda faz os levantamentos para identificar todos os responsáveis. Foram apreendidos 38 cheques, de pessoas jurídicas e físicas, que somam R$ 24,5 mil.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions