A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

21/03/2011 09:50

Fetagri diz que bloqueio de BRs é para que o Incra volte a funcionar em MS

Marta Ferreira
Na BR-463, policiais rodoviários federais conversam com sem-terra que bloqueiam rodovia deste cedo. (Foto Hédio Fazan: Dourados Agora)Na BR-463, policiais rodoviários federais conversam com sem-terra que bloqueiam rodovia deste cedo. (Foto Hédio Fazan: Dourados Agora)

Os sem-terra que estão bloqueando três rodovias em Mato Grosso do Sul nesta manhã são ligados à Fetragri (Federação dos Trabalhadores na Agricultura). A entidade diz que o bloqueio não tem prazo e está sendo feito principalmente para que o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) volte a funcionar no Estado.

A Fetagri alega que o Incra está com as atividades paralisadadas desde que vieram à tona denúncias de corrupção e irregularidades, que chegaram a provocar a prisão de funcionários do órgão.

“Nosso objetivo é chamarmos a atenção das autoridades para os problemas que os acampados e assentados atravessam em Mato Grosso do Sul”, afirmou o presidente da Fetagri, Geraldo Teixeira.

A pauta de reivindicações apresentada por ele tem 13 itens e um deles inclui o “combate” ao MPF (Ministério Público Federal), que tem feito várias investigações de irregularidades no Incra.

Confira os itens:

1–Liberar as vistorias e pagamentos das áreas de aquisição e desapropriação para fins de assentaemnto dos trabalhadores;

2–Liberar imediatamente os pagaemntos das empresas que vem entregando os materiais de habitações nos assentamentos do Estado;

3–Manter a negociação fechada com o INCRA que destinou recursos da ordem de R$ 44 milhões pasra construção e reforma de casas nos 48 assentamentos do Estado;

4–Liberação imediata das vistorias de produtividade dos imóveis ruais indicados pela Fetagri/MS para desapropriação;

5–Liberação de lonas plásticas para cobertura dos barracos;

6–Pagamento imediato dos recibos de mão-de-obra dos mutirantes que se encontra no INCRA;

7–Pagamento imediato da entidade organizadora, Fetagri/MS para construção das casas;

8–Suspensão imediata da nota técnica do INCRA que obriga assentados a comprarem gado leiteiro somente da associação girolanda;

9–Que o INCRA combata através de sua procuradoria, as ações do Ministério Público Federal, que tem aterrorizado o estado;

10–Liberação imediata pelo INCRA das cartas de aptidão do Pronaf A.

11–Liberação imediata dos créditos Apoio Instalação, fomento e habitação para os diversos assentamentos do Estado;

12–Liberação do CCU dos assentamentos;

13–Recriar a comissão de certificação de imóvell rural.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions