A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

08/02/2010 09:48

Fraude com cartão de ônibus vai virar caso de Polícia

Redação

A Assetur (Associação das Empresas do Transporte Coletivo Urbano) alerta que vai acionar a polícia para denunciar fraudes no uso de cartão eletrônico por passageiros que têm direito à gratuidade.

Segundo a Assetur, os casos de uso irregular dispararam e por isso foram feitos cartazes alertando os usuários de que podem responder por crime em caso de fraude. (artigos 171, 176 e 308 do Código Penal)

João Rezende Filho, diretor da Assetur, explica que a utilização indevida do passe do estudante é um dos principais problemas enfrentados pelo sistema. "Muitos alunos emprestam o cartão para que este seja usado por outras pessoas", exemplificou, ao citar também vários casos em que mais de um aluno tentou usar um mesmo cartão. Em média, são 10 casos de "mau-uso" do cartão do estudante por dia.

Após a instalação de câmeras de segurança nos ônibus a gravação da movimentação dos passageiros vem auxiliando muito as empresas a constatar as irregularidades que agora serão denunciadas à polícia. Caso o estudante seja menor de idade, os pais ou os responsáveis serão acionados para prestar esclarecimentos na delegacia.

Também já foram flagrados jovens utilizando o cartão de idosos. O uso do cartão por pessoas de sexo diferente ao do titular também foi constatado.

Existem casos em que deficientes, que têm direito a viajar com acompanhante, que também não paga a tarifa, promovem o chamado "transporte formiga". O beneficiário pergunta nos pontos de ônibus se existem interessados em pagar R$ 1,50 pela tarifa. Quando alguém se prontifica, o passageiro identifica-se como acompanhante do beneficiário e viaja pagando valor menor do que o estabelecido pelo município. O dinheiro é embolsado pelo beneficiário da gratuidade.

"Uma senhora com deficiência visual fez 15 viagens em uma mesma linha e em um mesmo dia. Até então, quando esses casos eram detectados e comprovados, apenas bloqueávamos o cartão. Mas a partir de agora iremos juntar as provas e promover a representação criminal", diz Rezende.

Segundo a Assetur, quando o usuário pagante aciona a catraca eletrônica uma lâmpada na cor verde é acesa, uma única vez. Já quando é beneficiário da gratuidade, a lâmpada acende duas vezes e as imagens são analisadas.

A Assetur orienta, "para evitar constrangimento no caso de perda ou furto do cartão" que os passageiros que têm a gratuidade a solicitar o bloqueio do cartão, para que este não seja utilizado por terceiros. O pedido de bloqueio pode ser feito na sede da Assetur, pelo telefone 3316-6600 ou pelo SAC: 0800 647-0060.

Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions