A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018

11/05/2015 11:03

Frio vai até 4ª e nova frente derruba temperatura no fim de semana

Flávia Lima
Campograndense voltou a vestir os casacos para trabalhar nesta segunda-feira. (Foto:Marcos Ermínio)Campograndense voltou a vestir os casacos para trabalhar nesta segunda-feira. (Foto:Marcos Ermínio)
Termômetros não registram mínimas acima de 18ºC. (Foto:Marcos Ermínio)Termômetros não registram mínimas acima de 18ºC. (Foto:Marcos Ermínio)

Prevista desde a semana passada pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a queda nas temperaturas registradas nesta segunda-feira (11) em Mato Grosso do Sul fez o campo-grandense tirar novamente os agasalhos do armário, mas para algumas pessoas, o friozinho não trouxe incômodo, pelo contrário, representou aumento nas vendas. Foi o caso do ambulante Carlos Jorge Amorim Leite, que vende doces em frente ao terminal de ônibus da Rua 14 de Julho, na Praça Ari Coelho, região central.

Ele conta que a queda nas temperaturas faz subir suas vendas em até 20%. “No frio o pessoal quer sempre comer alguma coisa, nem que seja uma bala”, diz. Acostumado a enfrentar todo tipo de clima, ele afirma que não se importa em tomar um pouco de chuva, mesmo tendo que levantar às 5 horas para iniciar as vendas uma hora mais tarde no centro da cidade. “Se a chuva aperta eu coloco uma lona no carrinho e me escondo em uma loja”, afirma.

Caso a chuva insista em cair o dia todo, ele não se intimida e pega um guarda sol para não prejudicar as vendas. A mesma atitude tem a vendedora de café e chipa Neusa Maria dos Santos. Mesmo com o aumento nos lucros, ela não abre mão do calor. “Dia de frio só é bom pra ficar em casa assistindo TV”, ressalta.

Já a corumbaense Kelly Vieira Ramos foi ao centro da cidade na manhã de hoje sem se preocupar com o clima. Acostumada com as altas temperaturas, ela diz que só coloca agasalhos quando o frio está intenso. “Lá em Corumbá não precisa cair muito a temperatura para a gente sentir frio, mas eu não me importo. Não gosto de ficar carregando blusas”, diz

O friozinho também foi aprovado pela família da dona-de-casa Priscila Oliveira, que tirou a filha Emily de Oliveira, 9, cedo da cama para acompanhá-la em compromissos na região central. “Adoro esse tempo porque a gente pode se veste melhor”, destaca. Como sofre de pressão baixa, ela diz que o clima ameno é o melhor para sua saúde.
Apenas a pequena Emily não aprova sair da cama no clima frio para ir à escola. “Não gosto nem quando está calor. Gosto de ficar brincando”, diz

Concordando com a filha Priscila, a auxiliar de serviços gerais Reacilva de Oliveira também não reclama das baixas temperaturas, mas faz ressalvas. “Só não é bom quando o patrão manda a gente lavar calçada”, conta.

Mais frioQuem gosta do clima ameno poderá desfrutar, até o fim da semana, das baixas temperaturas, segundo dados do Inmet e do Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos). Desde a tarde deste domingo (10) choveu 24,4 milímetros na Capital. Essa chuva é a responsável pela queda nas temperaturas, que prosseguem amenas até quarta-feira, quando o calor deve voltar. Porém já na quinta-feira há previsão de mais chuvas e uma nova frente fria para o fim de semana.

De acordo com o geógrafo do Cemtec, Carlos Eduardo Borges Daniel, nesta segunda-feira a mínima fica em torno de 17ºC na Capital e a máxima não passa de 27ºC durante a semana. As mínimas ainda são maiores das registradas no dia cinco de maio, quando os termômetros marcaram 15,5ºC.

Até sexta-feira as mínimas ficam entre 18ºC e 17ºC na Capital. A maior parte das regiões de Mato Grosso do Sul seguem o padrão da Capital, segundo o Cemtec.

Na região Sul, como Amambai e Sete Quedas, a mínima pode chegar a 10ºC a partir de terça-feira (12) quando deve voltar a chover na cidade. Já a máxima fica na casa dos 25ºC. Na maior parte do Estado o tempo permanece nublado nesta segunda-feira, com possibilidade de pancadas de chuva, principalmente no norte. Essa segunda frente fria registrada no mês ainda não foi tão forte quanto a primeira, quando os termômetros registraram 9,2ºC em Amambai, no dia 5 de maio.

Quanto as chuvas, a Capital já acumula 68 milímetros nos dez primeiros dias do mês. A média histórica para o período é 96,6 milímetros, ou seja, já choveu 70% do esperado para maio. Em Corumbá também já choveu acima do esperado, com registro de 64,8 milímetros. O histórico para o mês é de 34,9ºC.

Os corumbaenses, inclusive, devem tirar os casacos do armário esta semana também, já que a previsão, de acordo com o Cemtec, são mínimas em torno de 21,7ºC e a máxima não passa de 26ºC.

A corumbaense Kelly Ramos não se incomoda com o clima ameno. (Foto:Marcos Ermínio)A corumbaense Kelly Ramos não se incomoda com o clima ameno. (Foto:Marcos Ermínio)
A família de Prisicila Oliveira saiu agasalhada, mas também gosta do friozinho. (Foto:Marcos Ermínio)A família de Prisicila Oliveira saiu agasalhada, mas também gosta do friozinho. (Foto:Marcos Ermínio)
Começa na segunda-feira prazo para alunos da UEMS fazerem rematrícula
Quem já é aluno da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) tem prazo de segunda-feira, 22 de janeiro, até a 3 de fevereiro para confirmar ...
Capes recebe até esta sexta-feira inscrições a 400 bolsas de estudo
A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) recebe até amanhã (19) inscrições para programas no exterior. São 400 vagas dis...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions