A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/01/2008 17:11

"Funcionária" de Beira-Mar levada para Presídio Feminino

Redação

Acusada de atuar como administradora dos negócios do narcotraficante Luís Fernando da Costa (o Fernandinho Beira-Mar) em Capitán Bado, Rosa Maria Dias Rocha (37 anos) foi transferida da carceragem da Polícia Federal de Campo Grande para o Presídio Feminino da Capital. Ela ocupava uma das celas na Superintendência da PF desde 8 de janeiro, depois de ter se entregado à autoridades brasileiras no dia 2, conforme informações não oficiais.

Rosa Maria Rocha era considerada foragida desde 2000, quando teve a prisão preventiva decretada pelo juiz federal Odilon de Oliveira. A mulher é acusada de comandar a quadrilha de Beira-Mar no Paraguai, realizando serviços como contadora dos negócios ilegais. A acusada ainda responde a processos por lavagem de dinheiro, sob suspeita de administrar casas de câmbio que pertenceriam ao traficante no Paraguai.

A mulher teria declarado uma renda mensal de R$ 5 mil à Justiça, porém, as apurações do Ministério Público Federal indicaram que ela movimentou em seis meses R$ 1,5 milhão. Rosa Rocha ainda responde por tráfico na Justiça Federal do Rio Grande do Sul

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions